Ex-preparador de Ayrton Senna é preso por suspeita de abuso sexual durante voo

Profissional foi condenado pelo crime de violação sexual contra uma mulher de 21 anos em 2015

O preparador físico Nuno Cobra, de 79 anos, foi preso nesta segunda-feira (11/9) pela Polícia Federal (PF) suspeito de abusar sexualmente de uma mulher em agosto deste ano em São Paulo, de acordo com o Ministério Público Federal (MPF). Ele foi levado para a sede da Justiça Federal Criminal, de acordo com o site da ESPN.

O crime teria acontecido em 2015, durante um voo, contra a vítima que tinha apenas 21 anos na época.

Como o crime se deu no espaço aéreo, o caso está na Justiça Federal e ainda não foi julgado.

Após a primeira denúncia, uma outra vítima se apresentou à procuradora Ana Carolina Previtalli Nascimento, do Ministério Público Federal, para contar que também havia sido vítima do profissional.

Por conta da repetição do ato, Nuno foi preso pela 3ª Vara Federal de São Paulo.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.