Estudante e professora de Goiás estão entre os vencedores da Olimpíada de Língua Portuguesa

Estudante Érick Rodolfo ficou em primeiro lugar entre 20 mil inscritos na categoria “Poema”. Escolas onde vencedores estudam receberam como prêmio laboratórios de informática

O estudante Érick Rodolfo Monteiro e a professora Beatriz Bernardes Leite, de Catalão, cidade a 259 km de Goiânia, estão entre os 20 vencedores nacionais da Olimpíada de Língua Portuguesa Escrevendo o Futuro, cuja final foi realizada na última quarta-feira (17/12), em Brasília. O texto do aluno da Escola Municipal Nilda Margon Vaz — que foi vencedor na categoria “Poema” —, concorreu com mais de 20 mil textos inscritos.

A Olimpíada é desenvolvida pelo Ministério da Educação (MEC) e pela Fundação Itaú Social, sob a coordenação técnica do Centro de Estudos e Pesquisas em Educação, Cultura e Ação Comunitária (Cenpec).

Neste ano, mais de três milhões de estudantes enviaram seus textos. O programa, que este ano alcançou 5.014 municípios brasileiros, busca aprimorar a prática dos professores em sala de aula para o ensino de leitura e escrita em escolas públicas.

Segundo o MEC, durante o ano, os professores das escolas participantes passaram por um processo de formação. Para realizar as atividades em sala de aula, as escolas públicas de todo o país receberam a Coleção da Olimpíada, material de apoio no ensino da escrita de diferentes gêneros textuais, utilizado com os alunos no horário regular de aulas. A Olimpíada teve como tema “O Lugar Onde Vivo”, que proporciona aos estudantes “uma reflexão sobre sua própria realidade”. No caso do poema do estudante catalano, o eu-lírico narra a tradicional Congada de Catalão, festa celebrada desde 1876 em homenagem a  Nossa Senhora do Rosário.

Todos os vencedores e professores receberão medalhas de ouro, um notebook e uma impressora. As escolas nas quais lecionam/estudam os selecionados também serão contempladas com laboratórios de informática, compostos por dez microcomputadores e uma impressora, além de um projetor multimídia, um telão para projeção e livros.

Confira abaixo trecho do poema do estudante catalano:

Coração de dançador
vencedor

Beatriz Bernardes e Érick Rodolfo Monteiro comemorando o reconhecimento | Foto: Reprodução/ Facebook

Mês de outubro em minha terra…
Vem vindo o vento Vilão.
A pipa dança no céu,
No meu peito, o coração.

Êh bailarino inquieto,
Não sossega aqui dentro
Contagia o meu corpo
Viaja meu pensamento.

Já posso ouvir as batidas
Apita o capitão.
Sou menino dançador,
Sou vento, saio do chão.

Ipê-roxo, rosa, branco
Vem colorir e encantar!
Quero usar suas cores
Para o meu terno enfeitar!
Vou até laçar estrelas
Pra dar luz ao meu passar!
É a festa da Congada
Alegrando o meu lugar!

 

1 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
1 Comment authors

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Iris Pereira

N gostei…prefiro poemas liricos