Apesar da flexibilização, em algumas situações, mesmo em locais abertos, deverá ser mantido o uso. Para locais fechados permanece obrigatório

Apenas 148 dos 246 municípios goianos terão aval da Secretaria de Estado de Saúde de Goiás (SES-GO) para iniciar a flexibilização gradativa do uso de máscaras, que deve começar a partir segunda-feira, dia 14. O parâmetro do Governo de Goiás é a existência de cobertura vacina igual ou acima de 75% da população acima de cinco anos com esquema primário vacinal completo, ou seja, primeira e segunda doses. Ainda esta semana a SES vai divulgar uma nota técnica aos municípios goianos com essas instruções.

Aparecida de Goiânia, a segunda maior cidade do Estado, fica de fora dos critérios adotados pela Secretaria de Saúde. Na cidade, a cobertura vacinal está em 69,69%. Portanto, permanece para os aparecidenses a recomendação de uso obrigatório de máscaras em locais abertos e fechados. Com 75,32% da população com esquema vacinal completo, Goiânia é uma das cidades aptas a desobrigação das máscaras pela SES.

A recomendação para o uso em locais fechados está mantida e novas avaliações serão feitas continuamente pelo Governo de Goiás. Apesar da flexibilização, a SES afirma de antemão que em algumas situações, o uso de máscara deverá ser mantido em locais abertos, como em espaços com grande presença de pessoas.

A recomendação deliberação ou não será feita após análise, levando em consideração o cenário epidemiológico atual e em evidências científicas. A medida, que poderá ser adotada na próxima semana, ressalta a importância da vacinação infantil, visto que a cobertura vacinal desse público está na faixa de 31,99%. Segundo a pasta, em Goiás há 2.240.488 pessoas em atraso. Outros 800.842 goianos ainda não tomaram a segunda aplicação.