Estratégia será de reconstrução, visto que a sigla possui ala grande pró-Mendanha

No último domingo, 29, encerrou-se o tempo de mandato do diretório do MDB de Aparecida de Goiânia. Com isso, o presidente estadual da sigla, Daniel Vilela (MDB), pré-candidato a vice-governador na chapa de Ronaldo Caiado (UB), disse ao Jornal Opção que antes das eleições de 2022 não será escolhida uma nova gestão, mas que terão uma comissão provisória.

Segundo o herdeiro político de Maguito Vilela, a estratégia será a reconstrução da sigla no reduto eleitoral de Gustavo Mendanha (Patriota). “Sem dúvidas é necessário [a ampliação da base no diretório aparecidense], visto que muitas pessoas que faziam parte do diretório deixaram o partido, naturalmente em razão da saída do ex-prefeito [Gustavo Mendanha]. Então faz parte de reconstrução do diretório”, destacou.

O partido possui uma ala grande pró-Mendanha. Ainda não está definido quem deve ficar com a comissão provisória, mas segundo Daniel, isso será decidido nos próximos dias. “Vamos nomear uma comissão provisória e isso meio que é uma tradição do partido neste período que antecede as eleições a gente não ter uma eleição no diretório municipal. Devemos fazer uma comissão provisória e, ao longo do ano, após a campanha, iremos eleger um novo diretório”, disse.

Aproximação com Rogério Cruz

Após a nomeação do ex-presidente do MDB metropolitano de Goiânia, Carlos Júnior, no Instituto de Previdência dos Servidores do Município de Goiânia (GoiâniaPrev), no último dia 27, Daniel Vilela afirma que a indicação não foi um pedido partidário, mas um acordo pessoal do novo presidente do diretório, o vereador Henrique Alves (MDB).

Em 2021 houve uma debandada de emedebistas da gestão de Rogério Cruz, reforçando o tensionamento da relação com Daniel. Segundo Vilela, ele torce para que Cruz tenha uma boa gestão, mas que o retorno do MDB na gestão goianiense não lhe diz respeito.  Carlos Júnior estava como assessor especial de Caiado desde setembro de 2021, quando houve a oficialização de apoio do MDB ao governador, sendo parte da equipe responsável pela organização dos mutirões de serviços.