“Esbarrão” foi causa da morte de empresário em bar do Setor Marista, em Goiânia

Ao que tudo indica, vítima e autor não se conheciam 

O delegado Thiago Torres, da Delegacia Estadual de Investigações de Homicídios (DIH), concedeu entrevista coletiva na tarde desta terça-feira (25/11) para apresentação dos detalhes do episódio que resultou na morte do empresário Anor Pereira da Silva Filho, de 28 anos, próximo a um bar no Setor Marista, em Goiânia, na madrugada do último domingo (23). O titular confirmou que o assassinato foi motivado por um “esbarrão” no interior do estabelecimento entre autor e vítima.

“Segundo relatos de familiares, a vítima estaria no caixa pagando a conta. Neste momento, o autor, que estava a caminho do banheiro, passou por ele e houve um esbarrão. Ao voltar do banheiro, o autor disse que Anor teria esbarrado propositalmente em sua namorada”, explicou o delegado.

Após o desentendimento no estabelecimento comercial, a uma quadra do local, o suspeito teria batido contra o automóvel de Anor, efetuando os disparos logo em seguida.

Diferentemente do que chegou a ser cogitado, ao que tudo indica, vítima e autor não se conheciam. O circuito interno de segurança do bar não estava funcionando e a polícia agora busca imagens das câmeras nas imediações do estabelecimento.

Ainda não há informações quanto ao paradeiro do autor dos três disparos que vitimou o empresário.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.