Erro de estagiário causa US$ 10 milhões de prejuízo a empresa. Entenda

Caso aconteceu em uma das maiores empresas do mundo: na Google

Foto: Divulgação

Todos cometem erros, principalmente iniciantes, mas uma dessas falhas, dessa vez, aconteceu de forma gigante em uma empresa igualmente grande porte: o Google. Um dos trainees da multinacional conseguiu acumular um prejuízo estimado em US$ 10 milhões.

O que acontece é que no último dia 4 de dezembro, o estagiário, que não foi identificado, passava por um treinamento e deu alguns passos além do que deveria. Segundo o ‘Financial Times‘, o erro aconteceu em uma reunião para ensinar os estagiários a usarem o sistema. Um deles foi mais longe do que o desejado e fez uma oferta verdadeira de compra de anúncios a partir de um exemplo utilizado na aula.

Com isso, um retângulo amarelo sem texto foi exibido em vários sites e aplicativos nos Estados Unidos e na Austrália durante 45 minutos. O Google não revelou a dimensão do problema, mas fontes garantiram que o prejuízo chegou a US$ 10 milhões.

O valor foi alto porque o estagiário fez uma oferta dez vezes maior do que o usual. Ele ofereceu um CPM, isto é, o custo por mil exibições do anúncio amarelo, de US$ 25. Em geral, anúncios parecidos têm um CPM entre US$ 2 e US$ 4.

O Google ainda se comprometeu a realizar os pagamentos correspondentes a todos que exibiram o falso anúncio também confirmou que implementou novos sistemas de controle para garantir que isso não se repita no futuro.

1 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
1 Comment authors

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Cinezi

Este trainee deveria receber um premio do Google por ter identificado um possível erro, que permite conteúdo vazio e sem utilidade, podemo criar prejuízos a seus clientes, e não somente ao Google. Promovam esta mente criativa que busca falhas e não fica elogiando o que os demais fizeram, quando as falhas são encontradas “dentro de casa”, e corrigidas, mostram preocupação e credibilidade para a empresa.