Em tom ríspido, McDonald’s rejeita proposta do Burger King para criar “McWhooper”

Rede de hambúrgueres não aceitou criar um sanduíche que uniria as duas marcas para celebrar o Dia da Paz e arrecadar fundos para a ONG que o organiza

| Foto: Divulgação

Burger King criou todo o conceito da marca, mas a ideia não deve sair do papel | Foto: Divulgação

O McDonald’s não se comoveu com todo o esforço do rival Burger King (BK) para criar um sanduíche que unisse as duas marcas, o “McWhooper”. A rede divulgou uma nota em que seu CEO ironiza a proposta: “Adoramos a intenção, mas acreditamos que nossas duas marcas juntas poderiam fazer algo maior para fazer a diferença”. Sobre a campanha criada pelo Burger King, acrescentou, em tom ríspido: “Da próxima vez, um simples telefonema seria o suficiente”.

Nesta quarta-feira (26/8) o Burger King divulgou uma carta aberta em que convida o McDonald’s a criar com eles o McWhooper, que uniria o melhor das duas marcas. A proposta do BK era chamar a atenção para o Dia da Paz, criado pela ONG Peace One Day e comemorado em 21 de setembro. A data tem como lema “Com quem você vai fazer as pazes?” e veio daí a ideia do hambúrguer em parceria.

Se o McDonald’s aceitasse, seria montado um restaurante em Atlanta, no modelo pop-up store – ou seja, que só funcionaria durante aquele dia -, com as embalagens e uniformes dos funcionários levando o layout da campanha. A capital da Geórgia foi escolhida porque fica no meio do caminho entre as sedes do McDonald’s, que fica em Chicago, e a do Burger King, localizada em Miami. O dinheiro arrecadado seria doado à ONG.

A empresa do Whooper criou site, vídeo explicativo, anunciou em jornais e lançou uma hashtag#settlethebeef, que faz uma brincadeira com o termo “beef”, que significa carne, mas também é usado como sinônimo de richa – seria algo como “resolver a briga”. E explica a ideia: “Esses ingredientes vão se juntar para fazer um hambúrguer que as pessoas diziam que nunca iria acontecer. As pessoas falam a mesma coisa sobre a paz mundial. Juntos, vamos provar que eles estão errados”.

No comunicado, o Burger King propõe um “cessar fogo na chamada guerra do hamburger”, ao que o McDonalds respondeu: “Todos os dias, vamos reconhecer que entre nós há uma simples competição de negócios amigável que certamente não é igual a circunstâncias de real dor e sofrimento da guerra”.

Por fim, o McDonald’s disse que se compromete em aumentar a conscientização no mundo e convida a concorrente a fazer o mesmo, mas sem explicar exatamente como. “Manteremos contato”, concluem eles.

Os consumidores lamentaram a recusa do McDonald’s, comentando nas páginas das empresas que a ideia era muito boa. “Aula do que não fazer em marketing”, disse um dos internautas sobre a resposta publicada. “Perderam uma grande oportunidade”. “Um simples gesto de boa fé recusado tão agressivamente… que vergonha”, lamentou outro.

Confira o comunicado do McDonald’s na íntegra:

Caro Burger King,Inspiração para uma boa causa… é uma boa ideia. Nós adoramos a intenção, mas acreditamos que nossas…

Posted by McDonald’s on Quarta, 26 de agosto de 2015

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.