Em Porangatu, ministro da Infraestrutura assegura duplicação de rodovia entre Goiás e Tocantins

Considerada pelo governador Ronaldo Caiado como a coluna vertebral do Estado, a BR-153/080/414/GO/TO receberá obras entre as cidades de Anápolis (GO) e Aliança do Tocantins (TO)

Foto: Reprodução

A duplicação da rodovia que liga Goiás a Tocantins, no trecho entre as cidades de Anápolis (GO) e Aliança (TO) – a BR-153/080/414/GO/TO –  finalmente vai sair do papel. O anúncio foi feito pelo ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, em audiência pública na cidade de Porangatu, no Norte do Estado, nesta sexta-feira, 1.

Ao lado do governador Ronaldo Caiado, o ministro assegurou 850 quilômetros de concessão entre os dois municípios. “É a duplicação de uma rodovia fundamental para Goiás. Ela é um eixo, ela é exatamente a coluna vertebral do Estado”, ressaltou o governador.

O ministro da Infraestrutura fez questão de enaltecer o trabalho da bancada goiana no Congresso Nacional. Segundo ele, o remanejamento de recursos feito em conjunto com os parlamentares goianos foi fundamental para as ações do Ministério no Estado.

“E agora, na elaboração do orçamento 2020, está nos contemplando com mais recursos para a manutenção de obras importantes, e podem estar certos, o Ministério da Infraestrutura vai honrar o esforço, o compromisso da bancada, fazendo obras de manutenção, colocando a malha do Estado de Goiás em boas condições, trazendo a estrutura para o Estado”, garantiu Tarcísio.

Concessão

A concessão deve trazer R$ 13 bilhões em investimentos, sendo R$ 7,5 milhões em investimentos de duplicação, ampliação e construção de passarelas, e R$ 5,5 bilhões em operação. A concessão inclui 670 quilômetros de duplicação, além da adequação da capacidade nos demais trechos de acordo com a crescente necessidade da região.

Ainda de acordo com o ministro, o modelo de contrato elaborado pelo ministério para a concessão da BR-153 é muito mais técnico e elaborado, garantindo que dessa vez o projeto, que já esteve sob concessão mas não foi executado, seja realmente entregue. “O leilão deve ocorrer no final do primeiro semestre do ano que vem, mais tardar no início do segundo semestre”, anunciou.

A Concessão terá um prazo de 30 anos e envolve a exploração de infraestrutura e prestação de serviço público de recuperação, conservação, manutenção, ampliação de melhorias e ampliação de capacidade. Serão impactados diretamente 38 municípios nos dois estados.

A BR-153 é a principal ligação entre o Meio-Norte do Brasil (Tocantins, Maranhão, Pará e Amapá) e a Região Centro-Sul do país. Atualmente, é considerada uma das principais rodovias de integração nacional.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.