Em Goiânia, garoto de programa mata cliente atropelado após suspeita de HIV

Vítima teria se recusado a pagar por programa e provocado jovem ao sugerir que era soropositivo

Suspeito de cometer homicídio, Raul Victor | Reprodução

Um garoto de programa de apenas 22 anos de idade foi preso suspeito de matar por atropelamento um cliente que sugeriu ser portador do vírus da Aids, o HIV.

Segundo informações da Polícia Civil, Raul Victor Ribeiro de Carvalho e o cliente de 52 anos teriam ido a um motel localizado na Avenida Perimetral Norte, na capital, e mantido relações sexuais sem o uso de preservativos, quando então a vítima teria dito a Raul que havia “transmitido Aids para ele”.

Diante disso, e também pelo fato de não ter recebido o valor combinado pela relação sexual, após deixarem o motel, Raul Victor atropelou o homem e deixou o local sem prestar socorro. A vítima não resistiu aos ferimentos e foi a óbito no local.

“Eles discutiram, segundo o Raul Victor, pelo fato do cliente ter tirado o preservativo na hora da relação sexual. Na hora do pagamento, ele disse que não iria pagar e teria afirmado: ‘Eu vou te dar, na verdade, um presente. É o vírus que está dentro de você'”, contou o delegado responsável pelas investigações.

O caso ocorreu no último dia 18 e vinha sendo tratado como “acidente de trânsito fatal”. Após investigação da equipe da Delegacia Estadual de Investigação de Homicídios, entretanto, apurou-se que, na verdade, tratava-se de um homicídio.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.