Em carta ao reitor, sindicato dos professores da UFG desmente boatos de greve

Documento é uma resposta a um grupo de professores que, reunidos na última sexta, deflagrou greve em protesto à PEC do teto dos gastos

O Sindicato dos Docentes das Universidades Federais de Goiás, Adufg Sindicato, divulgou, neste sábado (3/12), carta enviada ao reitor da Federal goiana, Orlando Amaral, em que informa não existir nenhuma atividade grevista da categoria.

O documento é uma resposta a um grupo de professores que, reunidos em assembleia “independente”, na última sexta (2), deflagrou greve em protesto à aprovação da PEC dos gastos públicos.

Na carta assinada pelo presidente da Adufg, Flávio Alves da Silva, é destacado que o sindicato já promoveu uma consulta eletrônica com os docentes para tratar do tema. O resultado do plebiscito realizado de 10 a 18 de novembro com participação de mais de mil professores filiados e não filiados foi contrário à deflagração da greve, informa a associação.

O sindicato lembra, ainda, que é o único representante legal dos professores das universidades federais de Goiás. Confira aqui a íntegra da carta enviada ao reitor.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.