Em áudio, vereadora goiana chama professoras de “prostitutas” e “analfabetas”

Maria Aparecida da Silva (PDT) teria ofendido educadoras após pedido de aumento salarial

Vereadora de Santa Terezinha de Goiás, Maria Aparecida da Silva (PDT) é suspeita de ofender professoras que pediram aumento salarial. A declaração da parlamentar, gravada em áudio, foi reencaminhada em redes socais e viralizou entre a população da cidade. A Câmara Municipal declarou, em nota, que não compactua com as palavras da parlamentar e que irá apurar o caso. Agora, Sindicato dos Trabalhadores em Educação de Goiás (Sintego) exige desculpas da vereadora.

No áudio, após ofensas, Maria Aparecida diz que sempre esteve ao lado das professoras. “Se essas prostitutas, analfabetas da educação, falarem de mim. Você se lembra daquele projeto há cinco anos que o Marcos mandou dando só 2%, e eu mesma peguei o projeto e levei, e você falou: ‘Tita, você tem muita coragem, coragem!’. Levei, e ele chegou a 13%. Hoje foi o inverso. Elas dizem que estou contra elas, mas não. Toda vida eu estive do lado, protegendo”, afirmou.

O projeto ao qual a vereadora se refere é de aumento salarial de professores da rede municipal de Santa Terezinha. A vereadora teria gravado o áudio ao saber que professores reclamam do índice de 10% aprovado pela Câmara e que foi proposto pelo município. A categoria queria 33% de reajuste, como determinado pelo Governo federal para fins de pagamento do piso nacional do magistério.

2 respostas para “Em áudio, vereadora goiana chama professoras de “prostitutas” e “analfabetas””

  1. Avatar Enio Brito De Sa disse:

    Eu proponho que o Próximo secretário da Educação de Goiás seja eleito pelos professores e professoras , afinal a educação precisa de autonomia e valorização.

  2. Avatar GILSON ROMANELLI disse:

    Em Saõ Paulo um deputado estadual ( Arthur do Val) foi cassado por quebra de decoro por ter vazado um audio que ofendeu as Ucranianas. Sou educador, já fui secretário de Educação, e espero que a Câmara de Santa Terezinha de Goiás tome as devidas providências eabra um processo contra essa vereadora também por quebra de decoro e cassem o mandato dela, para que ela aprenda a respeitar essa classe de profissionáis que tanto tem sofrido com a falta de valorização. espero ainda que o Secretário de Educação do Município se manifeste e tome as dores das professoras da sua pasta.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.