Em Aparecida, mais de 900 pessoas sem máscara foram multadas em festas clandestinas neste fim de semana

Ao todo, 14 festas foram encerradas, três estabelecimentos foram fechados por irregularidades, sete carros com som automotivo e nove caixas de som mecânico foram apreendidas e encaminhadas ao pátio da SEMMA

Restaurante interditado Jardim Helvécia | Foto: Prefeitura de Aparecida

Em operação que verifica o cumprimento das medidas de combate à Covid-19, 14 festas clandestinas foram encerradas e 910 pessoas foram multadas pelo não uso de máscara em local público em Aparecida de Goiânia, neste fim de semana. Além disso, três estabelecimentos foram fechados por irregularidades, sete carros com som automotivo e nove caixas de som mecânico foram apreendidas e encaminhadas ao pátio da Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Sustentabilidade (SEMMA).

De acordo com a Secretaria de Saúde de aparecida, o índice de Transmissão da cidade está em 0.84 e a ocupação de leitos públicos de UTI covid está em 57%. Atualmente, Aparecida está no cenário verde, de risco baixo, do isolamento social intermitente por escalonamento regional das atividades econômicas. Dessa forma, festas e eventos podem ser realizados seguindo regras estipuladas por portaria específica após aprovação do Comitê de Prevenção e Enfrentamento a Covid-19 de Aparecida.

Saldo da fiscalização

Em uma das festas, uma vaquejada em chácara do Setor Santa Luzia, foram flagradas 750 pessoas. Delas, 596 estavam sem máscara e foram multadas em R$ 111 cada uma. O espaço foi multado em R$ 65 mil por apresentar diversas irregularidades. Dentre elas, a aglomeração de pessoas.

Outro estabelecimento interditado e multado pela quantidade excessiva de pessoas, sem distanciamento social, fica na Vila Brasília. “Neste ponto, que é reincidente, o proprietário não apresentou os documentos necessários para funcionamento, pois já havia sido interditado anteriormente, além de extrapolar horario permitido de funcionamento”, sublinhou o sub-coordenador da força-tarefa, Delazaro Gomes.

Neste sábado, também foi interditado e multado um restaurante no Jardim Helvécia, por aglomeração de pessoas e o não respeito às regras de funcionamento como distanciamento das mesas. As outras festas clandestinas foram encerradas nos setores Colina Azul, Comendador Walmor, locais onde foram apreendidos os sons mecânicos e os carros com som automotivo por perturbação do sossego público, e no setor e Terra Prometida – festa que continha 250 pessoas.   

Outras três festas clandestinas com alto número de pessoas foram encerradas no Setor Fabrício, Jardim Olímpico, Virgínia Park e também no Residencial Caraíbas. Em todas haviam pessoas sem máscara, totalizando 194 multas de R$ 111 por pessoa.

 “As denúncias chegam pelos telefones da Guarda Civil e da SEMMA. A maioria moradores indignados com as festas e aglomerações promovidas por pessoas que elas dizem ser irresponsáveis, pois ainda vivenciamos uma pandemia”, comentou o sub-coordenador.

Os fiscais ainda reiteram que caso moradores flagrem irregularidades ou descumprimento das regras sanitárias, podem acionar as equipes de fiscalização pelos canais de denúncia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.