Em Anápolis, Justiça suspende propaganda petista e concede direito de resposta a Roberto Naves

Duas peças publicitárias que foram veiculadas pelo candidato Antônio Gomide (PT) nos últimos dias serão retiradas do ar pela Justiça Eleitoral e darão lugar aos direitos de resposta do candidato adversário

Roberto Naves, prefeito de Anápolis, e Antônio Gomide, ex-prefeito | Foto: Jornal Opção

Quem assistir a programação eleitoral nos próximos dois dias vai se deparar algumas exibições de direitos de resposta concedidos pela Justiça Eleitoral ao candidato pela reeleição em Anápolis, Roberto Naves (PP). O pedido foi feito pela coligação do atual prefeito após o candidato Antônio Gomide (PT) veicular em suas inserções diárias peças publicitárias interpretadas como caluniosas contra Roberto.

Em uma delas, a coligação do PT dizia que o atual prefeito tinha retirado dinheiro do ISSA, o instituto responsável pela previdência dos servidores municipais. Na outra peça, o prefeito era acusado de fazer uma negociata que traria danos ao município na permuta de um terreno para implantação do Politec. Em ambos os casos, a Justiça classificou as acusações como falsas e caluniosas e, portanto, concedeu direito de resposta ao prefeito, suspendendo imediatamente a veiculação dos comerciais do PT.

Desde a última semana que antecedeu o primeiro turno das eleições, o candidato do PP vem sofrendo ataques por parte de seus adversários políticos. O então candidato Valeriano Abreu (PSL) teve, inclusive, seu último programa retirado do ar pela Justiça Eleitoral. Agora, no segundo turno, Naves, segundo coordenadores da equipe, se encontra diante de uma nova onda de ataques.

Diante da suspensão das peças publicitárias a partir desta quinta, 26, estima-se que o prejuízo para campanha política petista será grande, haja vista que a veiculação das chamadas “pílulas” durante a programação da TV são de grande importância nos últimos dias de campanha. Com o revés jurídico, Gomide praticamente não poderá contar com este canal de comunicação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.