Em acordo entre Município e Sindicato, Aparecida repara professores em R$11,5

Prefeitura deverá reparar cinco anos retroativos de piso salarial à categoria. Para presidente do Sindicato, gestores foram sensíveis ao diálogo

Professora em rede pública de Aparecida de Goiânia | Foto: Claudivino Antunes

Um acordo entre a Secretaria Municipal de Educação, Cultura e Turismo de Aparecida de Goiânia com o Sindicato dos Trabalhadores da Educação do Estado de Goiás (Sintego) homologou, nesta sexta-feira, 27, o pagamento retroativo do Piso Nacional do Magistério em cinco anos.

No documento assinado junto Justiça de Goiás, ficou determinado que a Prefeitura de Aparecida irá pagar o total de R$ 11.569.537,61 a cerca de 2.565 professores, referentes ao valor retroativo dos anos de 2015, 2016, 2017, 2018 e 2019. O pagamento será feito em duas parcelas. Na primeira parcela, os professores receberão o referente aos anos de 2015 e 2016, que serão depositados na conta do servidor até o dia 30 de dezembro de 2019.

A segunda parcela terá seu pagamento efetuado no mês de agosto de 2020, relativos ao Piso Salarial dos anos de 2017,2018 e 2019. Não serão cobrados juros e multas da Prefeitura, de acordo com o que foi assinado.

Tanto os gestores, quanto o Sindicato comemoraram a decisão acordada entre Município e categoria. Para o prefeito de Aparecida de Goiânia, Gustavo Mendanha, em vídeo publicado em suas redes sociais, o acordo foi um resgato ao compromisso com os servidores da Educação. “Trabalhamos, desde 2017, na busca de uma solução que fosse boa para todas as partes”, afirmou.

“O prefeito Gustavo Mendanha e o secretário da Fazenda André Rosa e o Sintego Aparecida, foram sensíveis a articulação deste acordo que visa o atendimento do direito dos nossos professores. E assim, fazemos justiça a esses servidores”, declarou a secretária da Educação, Valéria Pettersen.

Para o presidente do Sintego Aparecida, Valdeci Português, a demanda atendida representa uma vitória da categoria, que luta desde 2015 para receber os salários retroativos “Desde sempre nos juntamos com a prefeitura, que foi sensível à causa, para dialogar e desta forma construímos esse acordo que beneficia os professores do município”, comentou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.