Em 2021, Brasil tem aumento de 26% em divórcios extrajudiciais

Mais de 75 mil casais oficializaram a separação em cartórios, devido a intensa convivência nos períodos de isolamento social em decorrência da crise sanitária causada pelo Coronavírus

Intensidade do convívio evidencia problemas pré-existentes, avalia psicólogo | Foto: Divulgação

Levantamento realizado pelo Colégio Notarial do Brasil mostra que, de janeiro a maio deste ano, os divórcios extrajudiciais aumentaram em 26,9% no Brasil. Essa porcentagem é correspondente a um total de 75 mil casais que oficializaram a separação em cartórios, sem a necessidade de processo judicial. 

Os dados ainda mostram que os números já vinham sendo intensificados nos últimos dois anos, no entanto, a partir da pandemia da Covid-19, com a alteração no regime de trabalho para remoto e a intensificação da convivência entre casais, esse número se mostrou ainda mais significativo. Para o psicólogo André Barbosa, a explicação é que problemas que eram anteriormente ignorados passaram a se tornar mais evidentes. 

“Muitos casais estão vivendo relacionamentos “harmoniosos” às custas de ir colocando problemas, divergências, insatisfações para debaixo do tapete em nome de manter a paz o preço que se paga por isso é que perde-se a vontade de estar junto, afetando o sentimento e, em casos mais graves, ficar até indiferente ao outro, culminando em separação”, constata Barbosa, que é especialista em terapia cognitivo-comportamental

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.