Economia goiana cresce acima da média nacional em 2014

Brasil apresentou resultados negativos no PIB. Em contrapartida, Goiás tem se sobressaído, principalmente no setor industrial, apresentando resultados favoráveis no setor de alimentos e biocombustíveis

unnamed

Comparativo do PIB Goiás e Brasil | Fonte: IBGE/ IMB/Segplan

O Instituto Mauro Borges de Estatísticas e Estudos Socioeconômicos da Secretaria de Gestão e Planejamento (Segplan) divulgou, nesta quarta-feira (10/9), que o Produto Interno Bruto (PIB) de Goiás registrou, no segundo trimestre deste ano, um crescimento de 2,1%, comparado com o mês período de 2013. Segundo a Segplan, o desempenho foi resultado do aumento de mesma amplitude nos setores de serviços, indústria e agropecuária. O valor estimado do PIB no Estado atingiu o valor de R$ 36,060 bilhões entre os meses de abril, maio e junho.

Comparado os resultados da economia goiana com a média nacional, o segundo trimestre foi favorável ao Estado. A taxa do País, neste período, decaiu para -0,9%.

No acumulado dos seis primeiros meses do ano, o PIB goiano também apresentou aumento de 2,1%. Dessa forma, o desempenho de Goiás foi quatro vezes maior do que a média nacional, que está em 0,5%.

Para o secretário da Segplan, Otávio Alexandre, o desempenho da economia goiana no último semestre, ainda que a economia do País esteja em uma recessão, conforme avaliam os economistas, é “fruto principalmente da recuperação da indústria, notadamente os segmentos de produtos alimentícios e produção de etanol, uma vez que foi registrada uma safra recorde de cana-de-açúcar”.

Ainda de acordo com a Segplan, a pecuária apresentou leve expansão em Goiás, motivada, pelos incrementos no rebanho suíno e bovino. O setor de carnes também cresceu, principalmente pela demanda ocasionada por conta da Copa do Mundo. Outro segmento que apresentou leve impulso foi a atividade agropecuária, com destaque para a cultura do milho, especialmente o da segunda safra.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.