“É preciso despolitizar”, diz Agenor Mariano sobre atualização do Plano Diretor

Ele diz que é preciso conhecer todas as mudanças feitas na matéria para poder avançar

Agenor Mariano, secretário Planejamento Urbano e Habitação

Virou 2021 com nova administração, nova legislatura e a atualização do Plano Diretor de Goiânia continua na ordem do dia. O novo secretário de Planejamento Urbano e Habitação da Capital, Agenor Mariano, considera um tema que é preciso “despolitizar” a tramitação do projeto e as diferentes alterações que tomou.

“O primeiro passo é conhecer o projeto inicial, as alterações que foram propostas, a política habitacional de Goiânia que está sendo anunciada”, aponta. “Tudo isso requer, em termos de planejamento, um olhar mais minuncioso junto ao projeto que irá nortear toda a vida”, afirma.

Agenor Mariano ainda diz que é preciso que o Plano Diretor seja prático, moderno e tenha aplicabilidade. “O Plano Diretor não pode ser objeto de guerra e disputas políticas”, salienta. “É um consenso da cidade para levar melhora na qualidade de vida. Precisamos despolitizar”, aponta.

Tramitação

A revisão do Plano Diretor ficou travada na Câmara após tentativa de emenda por parte de oito vereadores para expansão da macrozona urbana da Capital. A emenda gerou críticas de entidades ligadas a associações de moradores além de críticas de outros parlamentares.

O Ministério Público de Goiás recomendou que a prefeitura apresente parecer sobre “viabilidade técnica e financeira das emendas” e que acompanhe do Plano de Mobilidade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.