Durante diplomação, Caiado reforça necessidade de reforma administrativa. “Está avançada”

Governador eleito frisou que as “novas atribuições da Secretaria da Fazenda ampliarão sua competência” neste momento de “crise” em que se encontra o Estado

Foto: divulgação

O governador eleito de Goiás, Ronaldo Caiado (DEM), seu vice, Lincoln Tejota (PROS), os senadores e deputados estaduais e federais foram diplomados nesta quarta-feira, 19, na sede do Tribunal de Contas do Estado (TCE), em Goiânia, e, durante o evento, o democrata fez questão de reforçar sobre alguns pontos que serão prioridade em seu governo, dentre eles, a reforma administrativa.

“A reforma já esta avançada, já extinguimos todas secretarias extraordinárias, nós já criamos a Secretaria de Educação, de Cultura, mas devido ao momento de crise fiscal que vive o Estado que hoje não tem o aval da União, nem condições de contrair nenhum empréstimo, decidimos fazer a fusão da Secretaria de Planejamento com Secretaria de Fazenda, tornando-a Secretaria da Economia”, explicou Caiado.

O governador eleito também atribuiu a satisfação de como tudo tem sido feito à toda classe política e sua base de apoio de deputados estaduais e federais, o senador Jorge Kajuru, prefeitos que o apoiaram. “Todos me deram uma liberdade enorme pra que eu pudesse buscar pessoas que pudessem trazer novas metodologias e pensamentos diante de uma prática que vem nos últimos 20 anos”, declarou.

Secretaria de Economia

Durante entrevista coletiva Caiado também explicou as novas atribuições da Secretaria de “Economia” da qual ele falou, que ampliará sua competência e será gerida pela economista Cristiane Schmidt. “A secretaria vai ampliar seu comando, será Secretaria de Economia, aglutinando fazenda e planejamento, como no formato nacional. É uma mudança feita na reforma administrativa que apresentaremos no nosso governo”, adiantou.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.