Duplicação da GO-070 está em fase final, anuncia governo

Agetop trabalha em 39 trechos rodoviários por meio do Goiás na Frente. Investimentos somam mais de R$ 650 milhões

Foto: Eduardo Ferreira

Em fase final de conclusão da duplicação da GO-070, a Agência Goiana de Transportes e Obras (Agetop) fará, nesta quinta-feira (17/8), a segunda detonação de rochas nas obras de duplicação da rodovia.

O tráfego passará por interrupção apenas no período da tarde, no segmento próximo ao Mirante/Igreja Nossa Senhora de Areias, no perímetro urbano da Cidade de Goiás, nos dois sentidos da via. O trecho está sinalizado com a indicação dos possíveis desvios.

As obras na GO-070 terão quase R$ 100 milhões em investimentos. São 150 quilômetros de extensão, de Goiânia até a Cidade de Goiás. A Agetop trabalha atualmente na finalização do trevo de Mossâmedes até Goiás, e na conclusão do encabeçamento da ponte sobre o Rio Uru, na GO-070.

A duplicação da GO-070 integra o conjunto de 39 obras rodoviárias e de aeródromos que estão sendo realizadas pela Agetop com recursos do programa Goiás na Frente. O investimento é de R$ 651 milhões, recursos oriundos da privatização da Celg.

São 15 obras de duplicação: GO – 070 (quatro intervenções), GO-010, GO-080 (seis intervenções), GO-139, GO-206, GO-213, e GO-207, sendo quatro pontes. Existem também obras de construção, reconstrução e manutenção de trechos rodoviários. Dentre as obras de construção, estão em ritmo acelerado as da GO-330, entre Taquaral de Goiás e Santa Rosa de Goiás; GO-353, de Bonópolis a Cruzeiro; GO-239, de São Jorge a Colinas do Sul; e GO-479, que liga Lagoânia a Capela. Está em construção, ainda, o anel viário de Palmeiras de Goiás.

A Agetop constrói, também, a ponte entre o trecho de Nerópolis e a BR-153. As três pontes e o viaduto sobre a ferrovia Norte-Sul também estão em obras e integram a duplicação da GO-080, que passa também pelas cidades de Petrolina e São Francisco de Goiás. Em meio às obras de reconstrução, destacam-se a da GO-309, no trecho que liga Caldas Novas a Pires do Rio; e a reconstrução da GO-305, no trecho que liga Anhanguera a Goiandira.

Regiões

No Entorno de Brasília, a Agetop trabalha na reconstrução da GO-436, e na construção da rodovia que liga Abadiânia ao Lago do Corumbá. As máquinas operam na terraplenagem no trecho de 23 quilômetros. Ainda no Entorno, a GO-520, que liga Luziânia a Lago Azul, está em fase final de construção. A Agetop realiza os serviços de sinalização, com padrões modernos de tachos refletivos.

Na Região Sudoeste, máquinas trabalham na reconstrução da GO-174, que liga Rio Verde a Montividiu. São 40 quilômetros de pavimento reconstruídos. Na Região Norte/Nordeste, a Agetop faz a pavimentação da GO-239, de São Jorge a Colinas do Sul. Na Região Sudeste, realiza a reconstrução da GO-210, entre Goiandira e Catalão, com 16 quilômetros. Em Goiânia, a Agetop trabalha na construção de duas passarelas no Setor Garavelo, perímetro urbano da GO-040.

O Goiás na Frente prevê R$ 9 bilhões de investimentos em obras e serviços em todas as regiões do Estado. Do montante, R$ 6 bilhões são provenientes do Tesouro Estadual e R$ 3 bilhões de recursos privados, dentre eles 600 milhões de dólares da privatização da Celg D/Enel. O programa está dividido em quatro setores de investimentos: obras rodoviárias e civis, e nas áreas da Saúde e Educação.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.