Donald Trump anuncia que vai cancelar acordo de Obama com Cuba

Presidente americano afirmou que pretende negociar outra proposta, exigindo da ilha, por exemplo, a realização de eleições diretas e libertação de presos políticos

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, anunciou nesta sexta-feira (16/6) que vai cancelar o acordo feito pelo ex-presidente Barack Obama com o presidente de Cuba, Raul Castro. Segundo ele, o objetivo é negociar um “acordo melhor”, desde que a ilha caribenha se comprometa a promover eleições livres “supervisionadas “internacionalmente” e libertar presos políticos.

Até que isso seja feito, assinala Trump, o embargo a Cuba será mantido até que eles se comprometam a tomar essas medidas e também que entreguem à Justiça “criminosos e fugitivos” que estão no país. “A nossa embaixada permanece aberta com a esperança de que nossos países possam forjar um caminho muito melhor”, declarou ele.

Com a decisão, o embargo comercial e financeiro segue mantido. A assessoria dele sinalizou ainda que o presidente se opõe aos pedidos das Nações Unidas e de outros órgãos internacionais para que ele seja suspenso.

Outras medidas anunciadas por Trump são o controle do fluxo de dólares destinados a aos serviços militares, de segurança e de inteligência na ilha; verificação de quanto desse dinheiro está indo para o povo cubano; e as restrições ao turismo. Viagens individuais para contatos com pessoas de Cuba estão mantidos.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.