Distribuidoras já subiram preço da gasolina em Goiás, reclamam revendedores

Embora não tenham recebido produtos com reajustes da Petrobras, “atravessadores” já teriam definido novos preços

Algumas distribuidoras de Senador Canedo, na região Metropolitana de Goiânia, reajustaram por conta própria os preços dos combustíveis. De acordo com o presidente do Sindicato do Comércio Varejista de Derivados de Petróleo no Estado de Goiás (Sindiposto), Márcio Andrade, revendedores reclamaram que desde sexta-feira, 17, já encontram produtos com valores reajustados. Isso ocorreu poucas horas após a Petrobras anunciar que reajustará os preços dos combustíveis nas refinarias. 

Embora já tenha subido os preços, Andrade não sabe precisar quanto será o impacto no bolso dos consumidores a partir da próxima semana. “Vamos ver agora como vai se comportar (o mercado), a partir de hoje. Mas, a gente teve reclamações de alguns revendedores que algumas distribuidoras de Senador Canedo aumentaram seus preços ontem mesmo, mesmo sem ter recebido o produto com o preço novo da refinaria”, salienta. 

As últimas ações do Governo Federal e do Congresso Nacional em relação aos preços de combustíveis são vistas com otimismo pelo presidente do Sindiposto. Para ele, as iniciativas podem contribuir para controlar a inflação dos produtos. “A gente acredita que as medidas que o governo está tomando podem reduzir o preço, mesmo tendo esse reajuste da gasolina. No caso do diesel, estamos aguardando a aprovação de uma PEC, que está tramitando no Congresso Nacional que vai permitir que os Estados possam zerar o ICMS do diesel e gás de cozinha. Com isso, a gente terá uma redução que possa manter o diesel no preço de antes do reajuste”, pontua.  

Ele esclarece que o Projeto de Lei (PL), recém aprovado no parlamento, definiu os combustíveis, gás de cozinha e telecomunicações como serviços essenciais, que são determinados pela Constituição Federal, com ICMS de no máximo 17%. Assim, estados que cobram acima dessas alíquotas terão que se adequar aos novos valores.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.