Dilma: “Nada me fará abrir mão da alma e do caráter do meu governo”

Presidente fez uma mea culpa no vídeo de comemoração da Independência: “Se cometermos erros, vamos superá-los”

Dilma mandou recado para a oposição | Foto: reprodução / vídeo

Dilma mandou recado para a oposição | Foto: reprodução / vídeo

A presidente Dilma Rousseff (PT) defendeu o governo e as medidas que tem tomado para conter a crise político-financeira que se abateu sobre Planalto.

Em vídeo divulgado na tarde desta segunda-feira (7/9), em comemoração à Independência, a petista frisou que está “preparada” para conduzir o Brasil e que nada lhe fará “abrir mão da alma e do caráter” de sua administração.

Durante pouco mais de oito minutos, Dilma explica que há dificuldades a serem superadas e reconhece que o Brasil parou de crescer. “É verdade que atravessamos uma frase de dificuldades. Enfrentamos problemas e desafios. Sei que é minha responsabilidade apresentar caminhos e soluções para fazer essa travessia”, inicia.

Para explicar os motivos da atual situação, a presidente elenca a “crise financeira internacional”, citando que parceiros importantes do Brasil foram afetados. Ademais, faz uma “mea culpa”, reconhecendo que algumas medidas do governo acabaram se mostrando ineficazes. “As dificuldades resultam de um longo período em que o entendemos que era preciso gastar o que fosse preciso para garantir o emprego e a renda do trabalhador […] Agora, temos que reavaliar e cortar o que for necessário”, justifica.

Tentando se mostrar otimista, Dilma insiste que tais dificuldades são superáveis e que o governo está enfrentando a crise, mas não garante a eficácia total das medidas. “Se cometermos erros, vamos superá-los e seguir em frente”, disse.

Ainda sobre as medidas que compõem seu ajuste fiscal, a presidente lamenta que “alguns remédios são amargos, mas indispensáveis”. “As medidas que estamos adotando são necessárias para botar a casa em ordem e poder voltar a crescer”, acrescenta.

Sem 3º turno

Ao dar a “receita” para que o País possa voltar a crescer e acabar com a crise, Dilma pede união. “A união em torno dos interesses do País é a força capaz de nos conduzir. Devemos estar acima das diferenças menores, colocando em segundo plano os interesses individuais ou partidários”, clama.

Durante o vídeo, a petista aproveita para exaltar feitos dos governos do PT que, segundo ela, “ampliou as oportunidades para que as pessoas pudessem subir na vida”, “tirou milhares da miséria” e “elevou outros milhares à classe média”. “Ainda falta muito por fazer e por isso precisamos voltar a crescer”, defendeu ela.

Ao final, Dilma aproveitou para alfinetar a oposição — que tem discutido um possível processo de impeachment –, garantindo que seguirá firma na defesa “da maior conquista brasileira alcançada” e “pela qual devemos zelar permanentemente: a democracia e o voto popular, como método único e legitimo de eleger nossos governantes”.

Veja o pronunciamento completo:

Assista à mensagem da presidenta Dilma Rousseff por ocasião do Dia da Independência do Brasil. #7deSetembro

Posted by Palácio do Planalto on Segunda, 7 de setembro de 2015

Uma resposta para “Dilma: “Nada me fará abrir mão da alma e do caráter do meu governo””

  1. Avatar fernandes disse:

    Bom dia presidenta DILMA, sou apenas um cidadão que tem interesse que o país se desenvolva, mas para isto, aproveite a oportunidade e balança a árvore, pois, tem muitas pessoas honesta no seu governo mas tem muitas desonesta, faça uma limpeza e coloque pessoas que não tem nenhuma pretensão política e sim ajudar o país a se desenvolver, a população está sofrendo com as altas da energia, água e combustível, pois, a cesta básica está equilibrada, chama as autoridades competentes e renove o seu governo, as pessoas que estão envolvidas ou não com a corrupção terão oportunidade de se defender, pois, o judiciário tem credibilidade, a senhora foi eleita pelo voto popular, se a srª quiser continuar no governo depende somente do poder de caneta que o povo lhe concedeu nas urnas…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.