Diante do agravamento da pandemia, Câmara de Goiânia avalia o retorno das sessões remotas

Um grupo de trabalho foi criado para revisar o que já foi feito sobre o Plano Diretor e alinhar a proposta de lei à visão da nova administração 

O presidente da Câmara Municipal de Goiânia, Romário Policarpo (Patriota) avalia a possibilidade de retornar às sessões remotas. A decisão deve ocorrer após reunião do gabinete de crise da Covid-19, no final dessa semana, para analisar a situação da pandemia e definir como ficarão as atividades na próxima semana. A partir dessa definição, a Câmara estabelecerá sua forma de prosseguir com suas atividades.

A Câmara de Goiânia adotou no dia 24 de fevereiro a suspensão das atividades legislativas e administrativas, por determinação Serviço de Saúde da Casa. E desde o dia 1.º de março segue o decreto do prefeito Rogério Cruz (Republicanos).

“Não há nada mais importante neste momento do que a preservação da saúde e da vida. Nossa prioridade agora, no Legislativo, assim como no Executivo, é controlar a pandemia. O ritmo de crescimento da doença e das internações está descontrolado”, pontuou o presidente da Câmara.

Romário Policarpo afirma que há matérias muito importantes à espera de apreciação, entre elas o Plano Diretor, mas diante da situação de emergência, que se sobrepõe a todas às outras demandas, pelo menos neste curto prazo. “Não estamos falando de suspensão por período longo de tempo, mas pelo período necessário para controlar o vírus. Logo restabeleceremos uma mínima normalidade.”

Plano Diretor

De acordo com o presidente da Câmara, o executivo e legislativo criaram um grupo de trabalho para revisar o que já foi feito sobre o Plano Diretor e alinhar a proposta de lei à visão da nova administração. Em seguida, um novo cronograma deverá estabelecer a tramitação no plenário, permitindo que o texto seja discutido. “O grupo de trabalho vai retomar suas atividades tão logo a saúde municipal e estadual consigam melhorar os indicadores da pandemia.”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.