Descarte irregular de lixo e entulho geram 3 mil notificações por mês

Após a notificação, o morador tem até 72 horas para realizar a limpeza. Caso não o faça, é passível de multa que pode chegar até R$ 5 mil

Segundo a Companhia de Urbanização de Goiânia (Comurg), mensalmente 3 mil notificações administrativas por descarte irregular de entulho, lixo e galhadas em calçadas são aplicadas na capital. Os dados apresentados pelo órgão mostram que 80% dos proprietários notificados atendem à prefeitura e realizam a limpeza solicitada. Ao todo, 40 colaboradores contribuem no trabalho de fiscalização.

O balanço revela também que 60% dos resíduos abandonados em vias públicas têm relação com a construção civil. Já os outros casos estão relacionados com mato alto, terra e lixo mal acondicionado. Durante a semana, trabalhadores passaram pelos setores Jardim Novo Mundo, Vila Aurora, Castelo Branco, Parque Atheneu e Vila Pedroso.

De acordo com a Comurg, a intenção da fiscalização não é gerar multas e penalidades, mas sim de conscientizar o cidadão sobre a responsabilidade de cuidado com as calçadas. “Manter a cidade limpa é ao mesmo tempo um direito e um dever de todos os cidadãos. Enquanto é dever da Prefeitura fazer a varrição e a limpeza da sarjeta, o munícipe cuida da calçada. Assim garantimos uma cidade mais asseada”, afirma o presidente da Companhia, Alex Gama.

O prefeito de Goiânia, Rogério Cruz (Republicanos), diz que as equipes realizam diariamente ações de limpeza e manutenção em toda a cidade. Segundo Cruz, investir em limpeza urbana é também uma forma de prevenir doenças.

A fiscalização pela Comurg está prevista no Código de Posturas do Município de Goiânia, de 29 de dezembro de 1992, determinando que a responsabilidade de limpeza e asseio das calçadas ao proprietário do imóvel. Após ser notificado, o morador tem até 72 horas para executar a limpeza. Caso não o faça, a notificação é encaminhada à Agência Municipal do Meio Ambiente (Amma) para realizar o auto de infração, gerando multa que pode chegar a R$ 5 mil.

Saiba como realizar o descarte consciente

O descarte correto dos materiais de resíduos de construção civil, terra, galhadas, móveis e eletrodomésticos, podem ser feitos das seguintes maneiras:

Resíduos de construção civil e galhadas: pequena quantidade pode ser encaminhada aos Ecopontos – locais de entrega voluntária de materiais diversos como móveis, pneus, galhos e recicláveis, que são disponibilizados em caçambas distintas. A Prefeitura de Goiânia disponibiliza quatro ecopontos:

• Ecoponto Guanabara: Rua GB-5 c/ Rua GB-6, Jardim Guanabara II.
• Ecoponto Faiçalville: Avenida Nadra Bufaiçal c/ Av. Madri APM, Setor Faiçalville.
• Ecoponto Jardim São José: Rua Frei Nazareno Confaloni c/ Rua Irmã Maria Bernarda, Jardim São José.
• Ecoponto Campos Dourados: Rua São João Del Rei APM 07, Residencial Campos Dourados.

A Central de Logística Reversa, situada na Avenida T-14, Qd S9-A, Lt 09 no Setor Bela Vista (antigo prédio da Secretaria Municipal de Trânsito, atual SMM) é destinada para entrega voluntária de eletroeletrônicos. Já para grandes quantidades de material é necessário contratar uma empresa credenciada na Amma.

Móveis e eletrodomésticos: entrar em contato pelos telefones 3524-8555 e 98596-8555 para fazer o cadastro e o agendamento para que o Cata-Treco faça o recolhimento.

Acondicionamento correto

A Comurg orienta que em casa os moradores acondicionem o lixo doméstico em sacos plásticos devidamente amarrados e respeitando a capacidade de peso e volume. Além disso, pede-se que coloque os sacos de lixo no local adequado para a coleta apenas em dias específicos. O calendário com data e horário está disponível no site da Prefeitura.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.