Deputados saem em defesa de Humberto Aidar e dizem que relator sofre ataques por CPI

Reação dos parlamentares acontece depois de manifestação do Fórum das Entidades Empresarias (FEE) que acusou Humberto Aidar de distorcer dados da CPI e prejudicar o Estado

Humberto Aidar | Foto: Fábio Costa / Jornal Opção

A Comissão de Constituição, Justiça e Redação (CCJ) desta quinta-feira, 10, foi marcada por declarações dos deputados que saíram em defesa do relator da CPI dos Incentivos Fiscais, Humberto Aidar (MDB). Para os parlamentares, Aidar tem sofrido ataques por investigar irregularidades na concessão dos benefícios.

“Estão tentando macular sua imagem e nós deputado não podemos aceitar. É inadmissível! Te conheço há quase 20 anos, sei da sua índole e do seu caráter, sei que o trabalho que vem desenvolvendo em favor do Estado é grandioso. Sou economista por formação e sei da importância dos incentivos fiscais para o nosso Estado, e Vossa Excelência também já falou que reconhece essa importância. Agora, abusar de incentivos nas costas do povo goiano, aí não”, disse o líder o Governo, Bruno Peixoto.

O discurso foi engrossado por todos os membros da comissão presentes na reunião. Vinícius Cirqueira (Pros) chegou a pedir que Humberto solicite o acompanhamento de policiais legislativos para garantir sua segurança. “Não podemos levar na brincadeira porque essas pessoas, nós já vimos que não estão. O senhor tem que tomar cuidado”.

O relator também usou a palavra para dizer que permanece com “a espinha ereta e o coração tranquilo.  “Já ameaçaram estampar minha foto em outdoors espalhados por Goiás dizendo que eu sou o responsável pela quebradeira do Estado. Mas, eu estou preparado com números para ir ate o final da CPI, e eu irei”, afirmou.

A reação dos parlamentares acontece depois de manifestação do Fórum das Entidades Empresarias (FEE) que acusou Humberto Aidar de distorcer dados da CPI e prejudicar o Estado. A Mesa Diretora da Assembleia Legislativa de Goiás também emitiu carta de repúdio ao Fórum e em apoio à CPI. Veja na íntegra:

A Mesa Diretora da Assembleia Legislativa do Estado de Goiás, em defesa de sua independência e de suas prerrogativas institucionais, repudia as manifestação do Fórum das Entidades Empresarias (FEE) e reafirma apoio ao deputado Humberto Aidar, relator da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) e a todos os membros da comissão, que investiga a concessão de incentivos fiscais a empresas no âmbito do Estado de Goiás.

O mencionado parlamentar e todos os integrantes da comissão têm o respeito e a confiança desta Casa de Leis, desempenhando com seriedade, correção e de forma republicana o trabalho que exerce na CPI.

É atribuição do Legislativo – e disso não abrimos mão – fiscalizar os atos dos demais poderes e defender os interesses maiores da sociedade.

Em momento algum a Assembleia agiu ou agirá com destempero e truculência para prejudicar qualquer segmento social e econômico.

Ao contrário, este Poder tem sido parceiro e contribuído permanentemente para garantir governabilidade e ambiente de segurança jurídica para que Goiás cresça e se desenvolva cada vez mais, mas sempre observando a moralidade, o interesse público e o respeito às leis.

A CPI dos Incentivos Fiscais e o seu relator cumprem seu papel na forma da lei, compilando documentos e colhendo depoimentos de setores envolvidos, que julgam necessários, com equilíbrio e ponderação.

Com certeza, a comissão produzirá um relatório final técnico e consistente, capaz de elucidar eventuais distorções e sugerir mudanças para aperfeiçoar a política fiscal do Governo de Goiás.

Mesa Diretora da Assembleia Legislativa

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.