Depois de matar cachorro, homem terá que entregar todos os animais que estão em sua guarda

Em 2021 Alan Roldão agrediu o cão Tubarão com um pedaço de madeira e o animal acabou morrendo

Nesta segunda-feira, 23, a Promotoria de Justiça de Uruana acatou a denúncia oferecida pelo Ministério Público de Goiás contra Alan Roldão Costa por maus-tratos a animais. O homem está proibido de manter animais em seu poder e terá que entregar à Justiça todos os bichos que estiverem em sua casa.

De acordo com o promotor de Justiça José Soares Júnior, em maio de 2021, ele agrediu violentamente um cão, chamado de Tubarão, com um pedaço de madeira, o que teria causado a morte do animal. O promotor afirma ainda que na época a vigilância sanitária da cidade foi comunicada sobre o episódio e, mesmo recolhendo o animal, ele não resistiu.

Segundo o MPGO, foi apurado que o acusado foi ouvido e visto por vizinhos cometendo maus-tratos a Tubarão, bem como gritar dizendo que o mataria. Ele teria pisado na barriga dele, depois enforcá-lo e batido com um pedaço de madeira. Além disso, deixava o animal sem alimentação e não permitia que outras pessoas fornecessem comida. Após ser agredido a pauladas, Tubarão perdeu os movimentos das patas traseiras e se arrastava sobre o próprio ventre. Quando foi encontrado, o animal apresentava sintomas de dor profunda, dificuldade de urinar e defecar.

Além disso, foi apurado que Alan praticava maus-tratos a animais rotineiramente com traços de crueldade e intenção de tortura. Ao receber a denúncia, a juíza Roberta Wolpp Gonçalves proibiu que o acusado mantivesse animais doméstico em sua guarda e determinou a entrega em até 24 horas à Secretaria de Meio Ambiente de Uruana. A magistrada alertou sobre a possibilidade de decretação da prisão preventiva em caso de descumprimento. Ela também proibiu o réu de ausentar-se da comarca por mais de 15 dias ou mudar de residência sem autorização judicial.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.