Denes Pereira pode ser exonerado da presidência da Comurg

Jorge Kajuru (PRP) alertou prefeitura sobre lei federal que impede dirigentes de partido de assumir cargos de direção em empresas públicas de economia mista

Presidente da Comurg, Denes Pereira | Foto: Paulo José

O presidente da Companhia de Urbanização de Goiânia (Comurg), Denes Pereira, pode ser exonerado do cargo pelo prefeito Iris Rezende (PMDB) em breve. Isso porque o vereador Jorge Kajuru (PRP) foi à Procuradoria do Município nesta segunda-feira (10/4) alertar sobre nomeação irregular do auxiliar.

Segundo a Lei Federal 13.303/16, que trata sobre a organização das empresas públicas de economia mista no país, é vedada a indicação de dirigente estatutário de partido político para o Conselho de Administração e para diretorias. Denes Pereira é presidente do PRTB em Goiás.

Ao Jornal Opção, a procuradora-geral, Anna Vitória Gomes Caiado, explicou que analisa a denúncia e reconhece que há sim impedimento, mas a própria lei prevê exceções: “Ainda não conversei com o prefeito Iris sobre a situação, estamos analisando para ver se Denes Pereira se enquadra na 13.303.”

Como a denúncia de Kajuru foi feita na tarde desta segunda-feira (10), ela garante que não há posicionamento definido sobre a permanência ou não do presidente da Comurg. No entanto, o vereador garantiu à reportagem que o prefeito da capital lhe disse: “Vai ser um desperdício, pois é um excelente gestor, mas vou cumprir a lei”.

Uma resposta para “Denes Pereira pode ser exonerado da presidência da Comurg”

  1. Avatar luiz carlos disse:

    simples. só ele se licenciar da presidência do partido.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.