Demanda do transporte coletivo caiu 21,5% no primeiro dia de decreto, afirma RedeMob

Boletim divulgado pelo consórcio vai de encontro às denúncias de que o sistema estaria superlotado, apesar das medidas restritivas que entraram em vigor nesta segunda-feira, 1

Ônibus do transporte coletivo de Goiânia | Foto: Reprodução

Apesar de decretos que impôs medidas mais restritivas nos municípios da Região Metropolitana de Goiânia a partir desta segunda-feira, 1, o primeiro dia de decreto foi marcado por ônibus e terminais cheios de pessoas.

O vereador Ronilson Reis (Podemos), que percorreu alguns terminais da capital na manhã de ontem, registrou cenas de aglomerações.

Nesta terça-feira, 2, a RedeMob Consórcio divulgou um boletim que aponta que houve redução de 21,55% no número de passageiros em comparação com a segunda-feira anterior, 22.

De acordo com a nota, ontem foram registradas 212.007 viagens diante do total de 270.258 viagens registradas no dia 22 de fevereiro. 

Ainda segundo a RedeMob, a oferta de viagens do transporte coletivo de Goiânia e região metropolitana no primeiro dia de decreto municipal da capital foi a mesma da semana anterior, sem alterações.

E orientou os passageiros a evitarem aglomerações. “A recomendação é que os clientes façam uso do aplicativo SiMRmtc para acompanhar o deslocamento dos ônibus em tempo real, podendo assim se programar e evitar esperas nos ponto de ônibus”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.