Waldir e Zacharias Calil devem decidir quem será candidato ao Senado pelo União Brasil

Cada partido poderá lançar somente um candidato ao mesmo cargo

Que a chapa de Ronaldo Caiado (União Brasil) é a mais cobiçada entre os postulantes ao Senado, isso não é novidade. Para todos os lados partidários, tem gente querendo o espaço estrelado: tanto no próprio União Brasil, quanto em outras siglas. Interessados dentro de um mesmo partido terão que decidir entre si.

No UB, Zacharias Calil e Delegado Waldir querem ser senadores. Em outras ocasiões, Waldir já afirmou que a escolha é “100% para o Senado”, minando qualquer chance de pleitear outro cargo. Inclusive, ele é o primeiro a procurar informações sobre a possibilidade de ser um candidato avulso. Outros nomes também querem estar ao lado do governador no palanque de 2022, como o deputado federal João Campos (Republicanos), o ex-deputado federal Alexandre Baldy (PP) e o senador Luiz do Carmo (PSC). Apesar da fanfarra das candidaturas avulsas, a novidade do momento é: não há a possibilidade de dois candidatos ao mesmo cargo por um único partido.

Ao Jornal Opção, o analista do Tribunal Regional Eleitoral, Alexandre Azevedo, aponta que, apesar de não ser possível as candidaturas ao mesmo cargo por um único partido, é possível que “os partidos que façam parte da coligação majoritária para governador e lancem, de forma isolada, candidatos (um para cada partido) ao Senado”, diz.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.