Delegado Eduardo Prado requer ressarcimento de torcedores de jogo Goiás x Flamengo

Goiás diz que vai reembolsar aqueles que não conseguiram entrar no estádio mesmo com ingresso em mãos

Foto: Fábio Costa/Jornal Opção

O deputado estadual Delegado Eduardo Prado (PV) requereu na tarde desta sexta-feira, 1, ao Procon Goiás que realize ação de ressarcimento de vários torcedores que não conseguiram assistir a partida Goiás versus Flamengo, realizada na noite de quinta-feira, 31, no estádio Serra Dourada, pelo Campeonato Brasileiro.

Para o deputado, os organizadores da partida não podem alegar que o estádio estava lotado. Ele explica que cabe aos organizadores a adequada e eficaz oferta de serviços e produtos antes da ocorrência do jogo. Prado diz que o fornecedor não pode anunciar e vender o que não tem.

Ele diz que recebeu muitas reclamações de torcedores que vieram do interior para assistir a partida, mas que não conseguiram adentrar no estádio, mesmo com ingresso em mãos, o que afronta aos princípios e direitos que constam no Código de Defesa do Consumidor (CDC).

Alguns torcedores do Flamengo relataram que chegaram ao Serra Dourada às19h30 e mesmo assim não conseguiram acesso na cadeira sul.

Ressarcimento

O deputado diz ainda que os consumidores que se deslocaram para Goiânia têm direito aos gastos realizados, caso do transporte, hospedagem e alimentação. “Há três maneiras de reclamar os direitos. O primeiro é buscar o ressarcimento junto ao time mandante da partida. O torcedor pode ainda buscar o Procon e até, caso se sinta lesado, buscar por danos morais”, diz.

O Goiás Esporte Clube, por meio de nota, anunciou, que irá ressarcir aos torcedores do Flamengo que compraram ingressos para a partida entre Goiás e Flamengo, e se sentiram prejudicados. A nota diz que para ter direito ao ressarcimento o torcedor deverá procurar o Departamento Jurídico do Goiás Esporte Clube, localizado na sede da agremiação, na avenida Edmundo Pinheiro de Abreu, número 721, Setor Bela Vista, de segunda a sexta-feira, em horário comercial. “O clube reitera que para ter direito ao ressarcimento é necessário abrir um processo de averiguação, portando o ingresso oficial, não picotado, e apresentando a justificativa. Lembrando que gratuidade e cortesia não serão reembolsadas”.

Responsabilidade

A nota atribui a responsabilidade da dificuldade, ou mesmo impossibilidade, na entrada no Serra Dourada durante a partida de ontem nos “torcedores do Flamengo que chegaram as imediações do Serra Dourada sem ingresso e fizeram tumulto na tentativa de adquirir o bilhete. Esses tumultos atrapalharam a entrada de alguns torcedores”

“Tivemos vários relatos também de torcedores que compraram ingressos para o lado do Goiás e tentaram adentrar o Estádio pelo lado do Flamengo, sendo que era impossível passar na catraca desta forma”, diz a nota. “Outro episódio registrado é que muitos torcedores compraram meia-entrada e não portavam a carteirinha de estudante para apresentar na entrada do Estádio. Por fim chegaram a cogitar superlotação, fato este já desmentido pelo borderô da partida, documento público a todos, e também por várias imagens que mostram muitas partes do lado da torcida do Flamengo livres”, finaliza.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.