Delegacia de Homicídios investiga morte de pai e filha em incêndio em Goiânia

Bombeiros encontraram indícios de incêndio criminoso na residência da família, no Setor Parque Oeste Industrial

Complexo de delegacias especializadas da Polícia Civil de Goiás| Foto: Reprodução / Google

A Polícia Civil do Estado de Goiás informou nesta quinta-feira (28/12) que as mortes da menina Ana Júlia Calvares e de seu pai, Carlos Alves Pereira Calvares, em um incêndio na casa onde moravam, no Setor Parque Oeste Industrial, em Goiânia, serão investigadas pela equipe da Delegacia de Investigações de Homicídios (DIH). O delegado responsável pelo inquérito será Douglas Pedrosa, titular da especializada.

Pai e filha foram encontrados na última quarta-feira (27/12) inconscientes dentro do banheiro da casa. O homem de 48 anos, teve parada cardíaca, não resistiu e morreu no local. Já a criança de 9 anos, que estava com 70% do corpo queimado e teve traumatismo craniano, chegou a ser socorrida pelos agentes mas morreu a caminho do hospital.

Segundo o Corpo de Bombeiros, há indícios de que o incêndio tenha sido criminoso já que haviam três focos de incêndio na casa. Segundo informações da PC, mensagens mostram indícios de que o pai apresentava quadro depressivo, supostamente por causa de um recente término de relacionamento conjugal.

Ainda no local do incêndio, uma das filhas de Carlos e alguns vizinhos foram ouvidos pelos policiais e novas testemunhas prestarão depoimento nos próximos dias. Além disso, os investigadores aguardam  laudos de necropsia e do local para só então finalizar o inquérito e se pronunciar a respeito das investigações.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.