De saída do PSL, Lucas Calil se filiará ao PP apenas se partido continuar na base

Deputado afirmou que se a instabilidade continuar até o dia 7, provavelmente a escolha se dará por outra sigla

De saída do Partido Social Liberal (PSL), o deputado estadual Lucas Calil garantiu que tem preferência pelo Partido Progressista (PP), mas a indefinição do partido o deixa inseguro. “Jamais vou concorrer fora da base do governador Marconi e do Zé Eliton. Estou preso a isso. Disse em entrevista ao Jornal Opção.

Segundo ele, se a instabilidade continuar até o dia 7, provavelmente a escolha se dará por outra sigla. “Estou em conversas e tive convites de quase todos os partidos”, declarou.

O desligamento de Lucas Calil ocorreu como efeito colateral da filiação do presidenciável Jair Bolsonaro ao PSL  no começo do mês.

Instabilidade 

Enquanto isso, o PP parece estar longe de chegar a um consenso de como deve seguir o partido em Goiás neste ano. Se antes parecia tudo certo para que o senador Wilder Morais (PP) ficasse na liderança do partido, agora é provável que o parlamentar, sem a garantia de espaço na chapa governista ou de permanecer no comando da sigla após dissolução da comissão provisória, até mesmo saia da legenda.

Com isso, a permanência do partido na base segue indefinida.

Deixe um comentário