Darrot considera ÔÇ£tese absurdaÔÇØ fim da extens├úo do Eixo Anhanguera at├® Trindade, Goianira e Senador Canedo

Prefeito de Trindade e presidente da CDTC contesta justificativa da Metrobus para acabar com benefício e defende continuidade do sistema 

Foto: Reprodução

O prefeito de Trindade e presidente da C├ómara Deliberativa de Transportes Coletivos (CDTC), J├ónio Darrot (PSDB), contestou as declara├º├Áes do presidente da Metrobus, Paulo C├®sar Reis, no sentido de acabar com o benef├¡cio da extens├úo do Eixo Anhanguera at├® os munic├¡pios de Trindade, Goianira e Senador Canedo.

J├ónio Darrot ├® contr├írio ao posicionamento e defende a manuten├º├úo do servi├ºo que atente diariamente milhares de usu├írios do transporte coletivo da regi├úo Metropolitana de Goi├ónia. Ele alerta que o fim do benef├¡cio afetar├í, diretamente, a vida de milhares de trabalhadores que dependem desse sistema.

┬áÔÇ£N├úo creio que o governador Ronaldo Caiado concorde com a tese absurda do presidente da Metrobus, Paulo C├®sar Reis, segundo a qual parte do d├®ficit da empresa ├® culpa das extens├Áes do Eixo AnhangueraÔÇØ, declara.

┬áÔÇ£Como prefeito de Trindade, um dos munic├¡pios mais prejudicados com a decis├úo da Metrobus, e como presidente da C├ómara Deliberativa de Transportes Coletivos (CDTC), sugiro que seja feito um estudo t├®cnico-financeiro pela Metrobus que aponte alternativas que n├úo prejudiquem os usu├íriosÔÇØ, afirma J├ónio Darrot, em nota.

┬áÔÇ£Reitero a sugest├úo de um modelo de tributo adotado nas maiores cidades do mundo, onde os motoristas dos chamados transportes individuais pagam tributos que viabilizam subs├¡dio para os transportes coletivosÔÇØ, pontua.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.