Uma gestão baseada integração, planejamento e alinhamento com ferramentas tecnológicas. Essa foi a constatação do vice-governador Daniel Vilela após uma visita técnica na Secretaria Estadual de Educação (Seduc), em que lhe foram apresentados os programas executados pela pasta e as tecnologias de governança utilizadas pela gestão.

O modelo adotado pela secretária de Estado de Educação, Fátima Gavioli, foi considerado inovador e com capacidade de ampliar a presença do Estado e tornar investimentos mais assertivos. Um dos sistemas de gestão apresentado a Daniel Vilela foi o Agir (Agenda Goiana Integrada para Resultados), que permite que tanto a secretária como os gestores de departamentos tenham acesso rotineiro a dados de prestação de contas e monitoramento de todos os projetos da Educação.

Segundo o vice-governador, os sistemas adotados pela Seduc estão alinhados com propósito do Governo do Estado, que é executar obras e investimentos de forma eficiente, com menos burocracia e maior agilidade. “No centro deste propósito estão os goianos, a educação de qualidade e a valorização dos professores e servidores”, destacou. “É preciso avançar em todas as áreas e vocês estão muito evoluídos na tecnologia na governança e, ao mesmo tempo, tratam de forma interativa a transferência de conhecimento para os estudantes goianos”, completou Daniel Vilela.

Um sistema inovador que utiliza georreferenciamento para monitoramento do transporte escolar em todos os municípios conveniados com a Seduc também foi apresentado. A tecnologia de ponta já é utilizada pela pasta para otimizar o repasse de verbas, assim como monitorar a qualidade do serviço prestado aos estudantes. “Conhecer em loco os programas executados pela educação me deixou impactado. Os servidores têm compromisso com a modernidade e com a qualidade do ensino”, disse o vice-governador.

Programas
Além da apresentação dos sistemas que Seduc utiliza para a sua gestão, secretária Fátima Gavioli fez um relato sobre os programas executados pela pasta. “Temos compromisso de melhorar a aprendizagem de Goiás e temos hoje uma das melhores redes de educação do País, graças a programas muito bem executados em nosso Estado”, disse ao destacar o Bolsa Estudo, lançado em dezembro de 2021, e que transfere R$ 112,92 para alunos estaduais. Em março de 2023, o programa atendeu 204.920 estudantes da rede pública estadual.

Também foram apresentados os números do EJA à distância. Criado em 2019, o programa atendeu 25.026 alunos. Outra importante ação apresentada pela secretária Fátima Gavioli é o GoiásTec. Só este ano foram matriculados no programa 7.596 alunos. São 569 turmas distribuídas por 120 escolas/polos.

O Programa Conectar investiu mensalmente entre cerca de R$250 para que as escolas pudessem contratar o serviço de acesso à internet de alta velocidade. O valor total destinado ao programa foi de R$ 4 milhões. Também foi citada a distribuição de kits e materiais esportivos, que teve o investimento do Governo de Goiás de R$ 6,2 milhões para a aquisição e renovação dos equipamentos e materiais didáticos esportivos. A compra e disponibilização de Chromebooks para estudantes foi ressaltada como importante ação da gestão para ampliar o acesso à educação. O Estado investiu na aquisição de 123 mil equipamentos no valor total de R$ 328,2 milhões.