“Crítica da oposição é infundada”, afirma Zé Carapô sobre projeto de venda de ações da Saneago

Parlamentar diz que ação não se trata de privatização e relembra que venda já estava prevista desde a última gestão estadual 

Foto: Divulgação

Com projeto de venda de parte das ações da Saneago apresentado à Assembleia Legislativa, parlamentares da oposição ao governo fizeram manifestos contrários à iniciativa. Apesar disso, o deputado da base governista, Zé Carapô (DC) afirma que “a crítica da oposição é infundada”.

O deputado recorda que o processo de venda de parte das ações já estava previsto pelo governo anterior, preparando a companhia durante os últimos anos para o chamado IPO – sigla em inglês para Oferta Pública Inicial (OPI) e se refere à abertura de capital.

“Isso é um fato, as pessoas que trabalham dentro da entidade, toda a diretoria sabe que a gestão anterior  estava preparando a Saneago para se fazer um IPO, e é exatamente isso que esse governo vai fazer. Um IPO que mantém o controle do estado, com 51% e 49% vai ser vendido para as empresas”, explica o parlamentar.

A explicação de Carapô foi endossada pelas declarações do presidente da Saneago, Ricardo Soavinski, que afirma não ser o IPO um processo de privatização. “ O governador já falou que não vai privatizar a Saneago mesmo com a pressão do Governo Federal para as privatizações. Poucos municípios são viáveis economicamente, e é por isso que não defendemos a privatização da Saneago”, considerou o gestor.

Tramitação da proposta

Apresentada pelo Governo nesta semana à Comissão Mista, a matéria foi distribuída para a relatoria do deputado Álvaro Antônio (DEM). O parlamentar responsável pelo relatório confirmou a conclusão do parecer, estimando que a apresentasse nesta quarta-feira, 16. Por falta de quórum a sessão foi suspensa e Álvaro deve apresentar seu relatório nesta quinta, 17.

Outra movimentação observada foi a declaração do deputado Rubens Marques (Pros), que destacou ter sido convidado para relatoria da matéria; Rubens é servidor público de carreira da companhia. O parlamentar afirma não ter aceitado a relatoria, já que pretende apresentar emenda à matéria, mas adiantou posicionamento favorável à abertura das vendas.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.