Criança de 8 anos morre após receber forte descarga elétrica em decoração de Natal em Caldas Novas

Criança brincava na Praça Mestre Orlando quando teria recebido a descarga elétrica. Ela chegou a ser socorrida e encaminhada ao hospital Nossa Senhora Aparecida, mas veio a óbito

Criança de apenas 8 anos (à direita) foi vítima fatal de uma descarga elétrica que veio da decoração de Natal instalada pela prefeitura da Caldas Novas | Foto: Reprodução

Uma criança de oito anos, sofreu uma forte descarga elétrica quando encostou no poste energizado da decoração de Natal da Praça Mestre Orlando, em Caldas Novas. A criança chegou a ser socorrida e encaminhada ao hospital Nossa Senhora Aparecida, mas veio a óbito. A fatalidade aconteceu na noite de ontem, 27.

Segundo informações, a Polícia Civil abriu o processo de investigação, para averiguar se as instalações elétricas estavam de acordo com as normas de segurança. Apenas com a perícia técnica será possível identificar vestígios que possam colaborar na montagem da dinâmica do momento em que aconteceu a tragédia.

Os peritos da Polícia Técnico Científica e do Instituto Médico Legal estiveram na Praça Mestre Orlando, ainda na noite de ontem, para avaliar a estrutura metálica que vitimou a criança. Equipes da prefeitura de Caldas Novas, também estiveram no local para desligar a rede de energia na Praça a fim de evitar novos acidentes.

De acordo com Naftali Gomes, amiga da família da vítima, um eletricista que presta serviços para a prefeitura da cidade deverá ser ouvido. No local onde aconteceu a descarga elétrica, foram encontrados fios desencapados e outras irregularidades que podem ter contribuído com a tragédia.

O corpo da menina, Júlia Honória Franco de 8 anos, filha do casal de empresários da cidade Rejainy e Roberto Almeida, foi velado e sepultado sob forte comoção, no final da manhã deste sábado, 28, no Cemitério Jesus de Nazaré com a presença dos familiares e amigos.

A prefeitura de Caldas Novas por meio de nota lamentou o ocorrido e informou que aguarda as investigações sobre o caso.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.