Coronavírus se alastra entre animais selvagens, constata veterinário

Pesquisador alerta que é preciso vigilância para evitar o surgimento de cepas mais fortes da doença, a partir da infecção de ouras espécies  

Tamanduá-bandeira, peixe-boi marinho, uma espécie de macaco do Cerrado e da Amazônia e uma lista enorme de animais selvagens estão sendo diagnosticados com Coronavírus, o causador da Covid-19 nos humanos. A constatação do alastramento do vírus para outros seres vivos foi feita pelo professor titular de zoonoses do Departamento de Medicina Veterinária da Universidade Federal do Paraná (UF-PR), Alexander Biondo. 

Segundo o especialista, em entrevista ao jornal O Globo, a infecção em três espécies de animais selvagens, sem contato próximo ao ser humano, no Brasil mostra que o Coronavírus se espalhou de maneira descontrolada e espantosa do que a ciência estimava. A preocupação dele, agora, é que isso possa causar mais mutação ao vírus, retornando com mais agressividade aos humanos.  

De acordo com o especialista, as infecções de animais selvagens foram identificadas no Hospital Veterinário da Universidade Federal do Mato Grosso (UF-MT), onde são atendidos animais silvestres. Na ocasião, chegaram vítimas de atropelamento, na região de Cuiabá, um macaco (um sangui-de-cauda-preta Mico melanurus) e um tamanduá, que foram diagnosticados com o Sars-CoV-2, via teste de RT-PCR, que se tornou rotina para os animais na instituição. 

O professor é considerado o primeiro a identificar animais domésticos infectados pelo Sars-CoV-2 no País. Ele chegou a liderar o PetCovid-19, o maior estudo já realizado para investigar a Covid-19 em cães e gatos e os desdobramentos da infecção para a saúde humana. Atualmente, Biondo coordena na UF-PR um projeto que pretende vacinar contra a Covid-19 cerca de 80 animais silvestres, em parceria com o Zoológico Municipal de Curitiba.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.