Consumo elétrico sobe em outubro, mas chuvas diminuem, prevê ONS

A quantidade de chuvas nas regiões Centro-Oeste e Sudeste será 67% da média histórica, o que contrasta com a Região Sul, onde tem chovido acima da média, com 147%

O consumo de energia elétrica crescerá durante o mês de outubro e encontrará os reservatório das grandes usinas em níveis baixos, pela redução na quantidade de chuvas, principalmente no Sudeste e Centro-Oeste. As informações foram divulgadas hoje (17) pelo Operador Nacional do Sistema (ONS), no boletim do Programa Mensal de Operação (PMO), que é publicado semanalmente com um análise ampla do setor no país.

De acordo com o ONS, a quantidade de chuvas nas regiões Centro-Oeste e Sudeste será 67% da média histórica, o que contrasta com a Região Sul, onde tem chovido acima da média, com 147%. “Em comparação com as afluências da semana anterior, prevê-se para a próxima semana operativa, recessão nas afluências aos subsistemas Sudeste/Centro-Oeste e Nordeste, estabilidade nas afluências ao Subsistema Norte e aumento nas afluências ao Subsistema Sul”, detalhou a ONS.

Na contramão da redução das chuvas, principalmente em estados como Minas Gerais, São Paulo e Rio de Janeiro, houve aumento do consumo nas residências e no comércio, pela elevação da temperatura.

“Nos subsistemas Sudeste/Centro-Oeste e Sul, as taxas de crescimento previstas para o mês de outubro, relativamente ao mesmo mês do ano anterior, de 2,5% e 3,4%, respectivamente, refletem o aumento do consumo das classes residencial e comercial, em consequência do desconforto térmico provocado pelas elevadas temperaturas registradas nas capitais dessas regiões.”

No Subsistema Nordeste, segundo o ONS, a expansão do consumo de energia nos segmentos residencial e comercial e a elevação na carga industrial contribuem para a taxa de crescimento de 3,2%, esperada para o mês de outubro. No Norte, há redução prevista de 1,3% no consumo elétrico, pela diminuição na atividade de uma grande indústria do setor de alumínio.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.