Manoel Barbosa é aprovado em sabatina para Conselho de Educação

Após disputa por vaga com Bia de Lima, o novo conselheiro indicado pela bancada cristã ocupará uma das 27 vagas do Conselho

Manoel Barbosa já foi superintendente-executivo da Secretaria da Educação do governo de Goiás | Foto: Divulgalção

O professor Manoel Barbosa dos Santos foi sabatinado por deputados membros da CCJ e aprovado para ocupar uma das vagas do Conselho Estadual de Educação (CEE). O professor de carreira comentou a respeito de sua indicação pela bancada cristã e sua divergência com a política educacional da Secretaria de Estado de Educação, onde trabalhou por seis meses. 

O nome de Manoel Barbosa dos Santos foi indicado pela bancada cristã em detrimento do de Bia de Lima, presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Estado de Goiás (Sintego), e que foi acusada por parlamentares de ser favorável ao que chamam de “ideologia de gênero”. Manoel Barbosa dos Santos afirmou ver com naturalidade a articulação das bancadas pela indicação de nomes: “O conselho tem 27 conselheiros que representam diversas matizes ideológicas e modelos de pensamento. Ele serve para ter todos ali dentro.”

O mais novo conselheiro afirmou ter deixado a Superintendência Executiva de Educação do Estado por “discordância da política educacional” com a secretaria comandada por Fátima Gavioli. Entretanto, diz acreditar que a atual equipe da Secretaria de Educação está coesa e condiz com os anseios do governador Ronaldo Caiado (DEM). 

Manoel Barbosa dos Santos ainda comentou que estuda o financiamento da educação como objeto de seu mestrado. Quando questionado se a vinculação constitucional mínima de 25% da receita aplicada à educação é imutável, Manoel Barbosa dos Santos afirmou que, em 1988, quando chegou a estes números, não foi considerado a mudança demográfica e perfil etário da população.

Manoel Barbosa dos Santos é professor de carreira da rede municipal de ensino de Goiânia, graduado em Pedagogia pela Universidade Estadual de Goiás (UEG). Atualmente, é aluno extraordinário do programa de mestrado da Pontifícia Universidade Católica de Goiás (PUC) e já trabalhou por 6 meses na Superintendência Executiva de Educação do Estado.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.