Conselho da OAB-GO aprova implantação de piso salarial ético para advogados

Valores foram estipulados com base em 40h e 20h trabalhadas semanalmente. Relatora da matéria foi a conselheira secional Ana Carolina Ribeiro.

Foto: Reprodução

O Conselho Seccional da Ordem dos Advogados do Brasil de Goiás (OAB-GO) aprovou, na última quarta-feira, 9, o estabelecimento de um piso salarial ético para os advogados em exercício no Estado.

De acordo com as definições estabelecidas pelo texto, serão pagos R$ 2.500,00 para aqueles que cumprirem uma jornada de trabalho equivalente a 40h e R$ 1.400,00 para os juristas que exercerem 20h semanais.

A relatora do projeto, conselheira Ana Carollina Ribeiro, que também preside a Comissão de Direito Previdenciário da OAB-GO, explica que trata-se de um piso ético e que a OAB vai trabalhar para transformar em lei aprovada pela Assembleia Legislativa do Estado de Goiás (Alego).

“Temos a diferença do piso ético, que é aprovado pelos Conselhos Seccionais, e o piso legal, que precisa virar projeto de lei na Assembleia Legislativa e depois aprovado”, esclarece.

A conselheira explica que se levou em conta a renda per capita de Goiás e dos e Estados onde estão instituídos os pisos salariais legais como Mato Grosso e Mato Grosso do Sul, por exemplo. (Com informações da OAB-GO)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.