Após registros de aglomerações nos últimos feriados, Comitê de Enfrentamento irá realizar força-tarefa para evitar novos descumprimentos dos protocolos de segurança contra Covid-19

Barreira sanitária em Aruanã | Foto: Reprodução

Após os últimos feriados terem lotado as cidades turísticas do Estado, em que pessoas descumpriam as medidas de sanitárias de distanciamento e uso de máscaras, o governo estadual, por meio do Comitê Permanente para Enfrentamento à Covid-19, irá realizar uma força-tarefa nos principais dez municípios turísticos de Goiás no feriado do dia 12 de outubro.

Na data, é comemorado o Dia da Padroeira do Brasil, Nossa Senhora Aparecida, e a operação deve ser iniciada na próxima sexta-feira, 9, para evitar aglomerações nesses municípios.

Órgãos como a Polícia Militar, Goiás Turismo, Ministério Público de Goiás, Defensoria Pública, Judiciário, Legislativo e prefeituras de 20 municípios com maior fluxo de turismo estarão engajadas na ação de combate ao coronavírus.

Nesta segunda-feira, 5, a Secretaria Estadual de Saúde (SES-GO) informou 218.315 registros da doença em território goiano. O número representa um incremento de 1.913 novos casos em Goiás nos registros das últimas 24 horas. A incidência dos casos é de 3.110 a cada 100 mil habitantes.

Em entrevista no Palácio das Esmeraldas, o governador Ronaldo Caiado (DEM) deixou claro que apenas turistas com reserva prévia serão autorizados a entrar nos municípios monitorados. “Serão feitas triagens na entrada das cidades para que não haja um fluxo como aquele que assistimos no 7 de setembro, Dia da Independência. Essa é nossa posição, não será apenas neste feriado, mas em todos que virão”, informou.

Operação

A operação será iniciada às 8h de sexta, 9, nos municípios de Aruanã, Britânia, Buriti Alegre, Aragarças, São José dos Bandeirantes, Pirenópolis, Caldas Novas, São Simão e Alto Paraíso, além dos distritos de Itacaiú (Britânia) e Luiz Alves (São Miguel do Araguaia). Em Pirenópolis e Aruanã, barreiras sanitárias serão instaladas e os visitantes deverão comprovar reserva ou comprovante do local de estadia.

“Além desta medida, vamos reforçar o efetivo no patrulhamento para evitar aglomerações em praças, nos postos, som automotivo e qualquer coisa que cause aglomeração de pessoas”, explicou o porta-voz da Polícia Militar, tenente-coronel Allan Pereira Cardoso.

Embora no Estado já se tenha 207.868 recuperados da Covid-19, a incidência das vítimas fatais é de 69 a cada 100 mil habitantes, o que aponta uma letalidade de 2,23%. Em Goiás, somam 4.868 óbitos desde o início da pandemia. Outros 251 casos de morte suspeita são investigados.

Para a força-tarefa, serão destinados mais de 258 policiais militares, que irão se somar ao efetivo que já atua dentro dos municípios. O Batalhão Ambiental também participará de ações especiais no Rio Araguaia, lagos, cachoeiras e parques.