Com emenda vetada, servidores públicos não receberão vale alimentação em 2019

Líder do governo Caiado na Alego não incluiu item que dá direito ao benefício

Foto: Nathan Sampaio | Jornal Opção

Durante a Comissão Mista da votação do projeto da Lei Orçamentária Anual (LOA), realizada na última quinta-feira, 23, na Assembleia Legislativa do Estado de Goiás (Alego) o deputado Talles Barreto (PSDB) apresentou uma emenda referente ao vale alimentação de servidores públicos estaduais. A emenda, no entanto, foi vetada pelo deputado Bruno Peixoto (MDB), líder do governo na Casa.

O projeto, então, foi apreciado e aprovado em primeira votação nesta quinta-feira, 24, e será votado, em segunda e última votação, nesta segunda-feira, 28, sem a emenda do vale refeição inclusa.

Em entrevista ao Jornal Opção, Talles Barreto disse que as ações do novo governo estadual são eleitoreiras e estão sendo feitas sem diálogo. O Parlamentar afirmou, ainda, que um bom governo é construído com equipe e afirma que Ronaldo Caiado tem “governo de estrangeiros”. “Tem que reavaliar o secretariado. O time já demonstrou que não está apto a governar”, afirmou.

Thiago Oliveira Martins, que é professor da rede estadual, disse que o veto representa mais uma derrota para os servidores da educação. Ele diz que o vale-alimentação de R$500,00, pago até dezembro, representava para os professores uma espécie de compensação ao bônus por titularidade, perdido pela categoria em 2012.

O veto acontece na mesma semana em que a equipe do governador Ronaldo Caiado (DEM) não aceitou mais uma das propostas dos servidores públicos, e insiste em escalonar a folha do mês de dezembro, pagando o salário dos servidores a partir de março. A gestão do Estado alega falta de orçamento e decretou estado de calamidade financeira na última segunda-feira, 21.

7 respostas para “Com emenda vetada, servidores públicos não receberão vale alimentação em 2019”

  1. Eva De Fatima Alves Ramos disse:

    Sem renda eles ainda Vai vim pedir voto Deixa eles o q e deles Ta guardado turma de mentiroso

  2. Marcio disse:

    Impressionante sempre sobra para os professores.
    E auxilio aos deputados ?, porque não são revistos também.
    Injustiça enorme, turma que não ama a pátria ., só pensam neles

  3. Jorge luiz disse:

    Nem vou falar o que vocês merecem bando de avarentos , soberbos.

  4. Neilson disse:

    Bruno Peixoto, mostra que vc é um deputado ingrato e desgraçado, e vc Caiado vai ser um péssimo governador .

  5. Neres disse:

    É uma vergonha pro Estado de Goiás além de estar sem receber o mês de dezembro, vale transporte agora ainda retira o vale alimentação, por q essa corja não abaixa os salários dos parlamentares q ganham uma fortuna, tenho vergonha de fazer parte desse estado só corruptos é parlamentar q votam prejudicado os servidores q ja ganham uma miséria. Isto por q muitos achavam q Caiado ia fazer muito por Góias é está fazendo junto com o secretariado prejudicando os servidores. Verdade Thalles Barreto do jeito q está o time vai é afundar ainda mais o estado de Goiás, eles se preparam quatro anos passa rápido por isso q muitos perderam o poder quem bate esquece quem apanha jamais.

  6. FLÁVIA LORENA RAMOS RAPOSO disse:

    FORA CAIADO!
    Lembrem-se desse nome BRUNO PEIXOTO tirou a comida das professoras e de suas famílias!

  7. Eliane disse:

    É só eles ficarem sem receber o salários deles ….que com certeza da pra pagar todos …….e o vale pra quem ganha um salário mínimo é de suma importância e faz e fará muita falta pensem em pouco …..os servidores já estão tão cheio de dívidas pelo o atraso do salário de dezembro ….tenham um pouco de bom senso

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.