Foi publicado, nesta quarta-feira, 7, um decreto assinado pelo presidente Lula da Silva (PT) que altera um anterior e aumenta de 19 para 29 a quantidade de municípios em Goiás que compõe a chamada Região Integrada de Desenvolvimento do Distrito Federal e Entorno, a Ride.

Conforme o decreto nº 7.469, de 4 de maio de 2011, a Ride era constituído pelo Distrito Federal e pelos municípios goianos de Abadiânia, Água Fria de Goiás, Águas Lindas, Alexânia, Cabeceiras, Cidade Ocidental, Cocalzinho de Goiás, Corumbá de Goiás, Cristalina, Formosa, Luziânia, Mimoso de Goiás, Novo Gama, Padre Bernardo, Pirenópolis, Planaltina, Santo Antônio do Descoberto, Valparaíso e Vila Boa.

Com o decreto nº 11.911, de 6 de fevereiro de 2024, publicado hoje, foram acrescidos à lista os municípios de Alto Paraíso, Alvorada do Norte, Barro Alto, Cavalcante, Flores de Goiás, Goianésia, Niquelândia, São João D’Aliança, Simolândia e Vila Propício.

Já os municípios do Ride em Minas Gerais que eram dois, Unaí e Buritis, passou para quatro após o acréscimo das cidades mineiras de Arinos e Cabeceira Grande.

A composição do Conselho Administrativo da Ride (Coaride) também foi alterada. Entre as mudanças, houve a troca de secretários componentes do Conselho. Antes, conforme um decreto de 2019, havia na composição o secretário-executivo do Ministério da Infraestrutura. Esse foi substituído pelo secretário-executivo do Ministério dos Transportes.

Já o secretário-executivo da Secretaria de Governo da Presidência da República foi trocado pelo secretário-executivo da Secretaria de Relações Institucionais da Presidência da República.

Leia também: Projeto de trens de passageiros vai priorizar ligação interestadual Brasília-Goiás