Com 73% dos votos, Daniel Vilela é o novo presidente do PMDB goiano

Deputado federal venceu o candidato do grupo irista, o ex-prefeito de Bom Jardim de Goiás Nailton Oliveira

Vitória do parlamentar foi comemorada na sede do PMDB, em Goiânia | Foto: Alexandre Parrode/Jornal Opção

Vitória do parlamentar foi comemorada na sede do PMDB, em Goiânia | Foto: Alexandre Parrode/Jornal Opção

Após um processo eleitoral tumultuado, o deputado federal Daniel Vilela foi consagrado pela militância peemedebista, na tarde desta sexta-feira (5/2), o novo presidente do Diretório Estadual da sigla. O parlamentar obteve 174 votos, contra 63 do candidato do grupo irista, Nailton Oliveira, e assume o lugar deixado por Samuel Belchior e que estava provisoriamente ocupado pelo deputado federal Pedro Chaves.

Durante pronunciamento na sede do diretório, antes de sair o resultado, o parlamentar enfatizou a tônica do atual, mas já conhecido discurso do PMDB no Estado: a união da legenda em prol de um único projeto.

Em entrevista recente ao Jornal Opção, o novo presidente mostrou foco na modernização e no crescimento da legenda, pensando em melhorar a comunicação do partido com seus filiados e seguir focado nas prefeituras pelo Estado. “Acho que tem muita coisa pra se fazer no partido. O PMDB concentrou muito sua força nos últimos anos na região metropolitana”, admitiu, na ocasião.

Esta pode ser considerada a primeira grande derrota do líder Iris Rezende na legenda. Após recusar a proposta para liderar o partido no Estado, o decano apostava no nome do ex-prefeito de Bom Jardim de Goiás Nailton Oliveira.

Com a consagração do nome de Daniel, aumentam também as expectativas para que o deputado seja o nome da legenda para disputa ao governo de Goiás em 2018, como símbolo da renovação do partido.

Enfim o resultado

Inicialmente marcadas para 24 de outubro do ano passado, as eleições para a presidência estadual do PMDB foram canceladas depois que o ex-deputado estadual José Essado entrou com uma ação na Justiça apontando irregularidades na convocação para o pleito.

Desde o dia 1º de novembro do ano passado o PMDB estava sob o comando de uma Comissão Provisória, depois que a anterior foi destituída. Pedro Chaves assumiu a presidência interinamente, em um grupo formado também por Daniel Vilela e Nailton, pela ex-deputada Dona Iris e pelos deputados estaduais Adib Elias, José Nelto e Ernesto Roller.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Flávio Coutinho

Ninguém no PMDB aguenta mais o íris.