Chuva provoca alagamentos e mortes em Minas Gerais

Precipitação em Belo Horizonte supera marca de 110 anos

Em Itatiaiuçu, barragem Serra Azul. A estrutura pertence à mineradora ArcelorMittal. (Foto: Google, Reprodução)

Os temporais que atingem Minas Gerais já provocaram pelo menos duas mortes. As chuvas ainda promoveram alagamentos e deslizamentos de terra em diversos municípios. Na quinta-feira, 24, Belo Horizonte registrou um recorde de precipitação acumulada foi de 171,8 mm — o maior volume em 24 horas desde o início das medições, em 1910.

Na região metropolitana de BH, um deslizamento vitimou uma mulher e um bebê. Outras duas pessoas estão desaparecidas no mesmo soterramento, que aconteceu no bairro de Vila Ideal, em Ibirité.

Novas chuvas de diferentes intensidades devem ocorrer nas próximas horas, segundo a Defesa Civil.

De acordo com boletim do órgão divulgado nesta manhã, houve rompimento de uma barragem de reservatório de água em Aricanduva, com consequente elevação do nível de água do rio São Lourenço que corta o município. Algumas edificações construídas às margens foram atingidas, mas não houve vítimas e os danos materiais ainda não foram contabilizados.

O Instituto Mineiro de Gestão das Águas (Igam) divulgou um boletim informando que as chuvas fortes vão persistir no estado. O órgão divulgou uma lista com a cidades que devem ser mais atingidas nas próximas 24 horas:

Belo Horizonte, Frutal, Ituiutaba, Uberlândia, Patrocínio, Uberaba, Araxá, Passos, Pimhui, São Sebastião, Poços de Caldas, Pouso Alegre, Itajubá, Santa Rita do Sapucaí, Alfenas, Campo Belo, Varginha, São Lourenço, Lavras, Andrelândia, Juiz de Fora, São João del Rei, Oliveira, Formiga, Divinópolis, Bom Despacho, Patos de Minas, Paracatu, Três Marias, Pará de Minas, Itaguara, Conselheiro Lafaiete, Barbacena, Cataguases, Ubá, Viçosa, Muriaé, Ouro Preto, Ponte Nova, Manhuaçu, Itabira, Sete Lagoas, Curvelo, Pirapora, Unaí, Conceição do Mato Dentro, Ipatinga, Caratinga e Aimorés.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.