Chefe do tráfico do Rio de Janeiro é preso em mansão em Luziânia

Foragido há 7 anos, Roger do Jacarezinho comandava o tráfico na favela carioca da cidade goiana

Prisão do chefe do tráfico do Jacarezinho, em Luziânia | Foto: Divulgação PCDF

Operação conjunta das polícias civis do Rio e Janeiro e do Distrito Federal prederam no último domingo (13/7) um dos mais procurados traficantes da capital fluminense.

Nilson Roger da Silva de Freitas, conhecido como Roger do Jacarezinho, foi preso em uma mansão de luxo na cidade de Luziânia, em Goiás, onde se escondia. Foragido desde 2010, ele continuava comandando o tráfico na comunidade do Jacarezinho, na Zona Norte do Rio de Janeiro, sem sair de Goiás.

Segundo a Polícia Civil, contra Roger havia um mandado de prisão preventiva expedido pela Justiça, pelos crimes de tráfico de drogas, associação para o tráfico e porte ilegal de arma de fogo de uso restrito. A polícia oferecia uma recompensa de R$ 2 mil por informações do suspeito.

Ele foi encontrado em uma casa luxuosa, com piscina, hidromassagem, e sistema de entretenimento com telão. Ele foi encaminhado para a Divisão de Controle e Custódia de Presos (DCCP). A ação prendeu ao todo 15 pessoas, além de apreender veículos e drogas.

Segundo informações da Polícia Civil do Distrito Federal, Nilson é conhecido por seus métodos violentos em ações de ataques a policiais da Unidade Pacificadora do Rio de Janeiro.

A prisão ocorreu depois da morte do agente Bruno Guimarães Buhler, de 36 anos, na região do Jacarezinho, na última sexta-feira (11).

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.