CEI das obras públicas inacabadas será instalada na próxima semana

Comissão foi proposta no final de novembro do ano passado pelo vereador Alysson Lima (PRB) e assinada por outros 22 parlamentares

O presidente da Câmara, Andrey Azeredo (PMDB), assinou a portaria que “institui a Comissão Especial de Inquérito que deverá apurar os atos e infrações com relação às obras públicas paralisadas na capital.” Após a publicação no Diário Oficial, os membros se reunirão na próxima semana para definir o presidente, vice e o relator do colegiado.

A CEI foi proposta no final de novembro do ano passado pelo vereador Alysson Lima (PRB) e assinada por outros 22 parlamentares, com o objetivo de investigar a situação das cerca de 40 obras inacabadas no município.

Além da obra do BRT e da Marginal Cascavel, o vereador contabiliza ainda pelo menos 13 CMEIs, além de obras de infraestrutura, drenagem e pavimentação de vários bairros e praças em diversos setores, entre outras.

O total de construções paradas, segundo Alysson, só será conhecido depois do recebimento de relatório solicitado à Secretaria de Infraestrutura, que deverá fornecer, ainda, dados como o valor que já foi gasto em cada obra e o nome das empresas responsáveis pela interrupção.

O vereador lembra que o prejuízo aos cofres públicos é muito grande, pois além de encarecer o projeto original, na maioria das vezes, há a necessidade de contratação de novas empresas para dar continuidade à obra. “Vamos investigar os motivos da não conclusão, apontar responsabilidades e cobrar providências para que a população não seja ainda mais prejudicada”, diz Alysson.

Além de Alysson Lima (PRB), propositor da CEI, o colegiado terá ainda como membros titulares, os vereadores GCM Romário Policarpo (PTC); Delegado Eduardo Prado (PV) e Paulinho Graus (PDT), ambos representando o Bloco “Por uma Goiânia Melhor”; Felizberto Tavares (PR); Milton Mercêz (PRP) e Sabrina Garcêz (PMB).

A CEI terá um prazo inicial de 60 dias prorrogáveis para apurar os fatos e apresentar relatório conclusivo para apreciação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.