Cavalhódromo de Pirenópolis terá investimento de R$2 milhões em reformas

Licitação ocorre por meio da Codego e irá resolver problemas de infiltração, pinturas problemas elétricos e estruturais

Cavalhadas em Corumbá | Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

As Cavalhadas de Pirenópolis completam, em 2020, 200 anos de tradição. O Governo do Estado de Goiás, por meio da Companhia de Desenvolvimento Econômico de Goiás (Codego), lançou uma licitação para a restauração do Cavalhódromo. O investimento previsto é de R$2 milhões.

Uma vistoria da equipe técnica da Codego apontou que arquibancadas, passarelas e rampas de acesso apresentam infiltração e causam danos às instalações inferiores, patologias estruturais, deficiência nas instalações hidrossanitárias, problemas na rede elétrica, esquadrias danificadas e erosões no fundo do estádio.

Carlos Rego, secretário municipal da Cultura, Esporte, Lazer e Juventude, informou que são aguardadas entre 15 mil e 20 mil pessoas para as Cavalhadas, na Festa do Divino Espírito Santo, que é considerada Patrimônio Cultural do Brasil pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan).

De acordo com ele, uma obra de revitalização da arena havia sido iniciada há 15 anos pelo governo à época, mas nunca foi finalizada. “Essa proposta chega em um momento importantíssimo para nós. Estamos realmente precisando, porque temos um problema sério de infiltração e pintura”, contou. “É um benefício para a população. A arena é utilizada em campeonatos de futebol amador, treinos de escolinhas de futebol, além das Cavalhadas.”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.