Caseiro é preso suspeito de espancar, abusar de cachorro e ameaçar pessoas em Alto Paraíso

Testemunhas relataram que maus-tratos ocorria, principalmente, a noite, quando o animal era violentado com um pedaço de madeira 

Um caseiro de 55 anos foi preso preventivamente acusado de espancar filhote de cachorro, de seis meses, em uma fazenda de Alto Paraíso de Goiás, no Nordeste goiano. Além disso, estaria fazendo ameaças de morte ao proprietário, funcionária e vizinho.  

O cumprimento do mandato se deu por meio da operação São Francisco de Assis, desencadeada nesta terça-feira, 24, pela Polícia Civil de Goiás (PC-GO), por meio da Delegacia de Alto Paraíso, com apoio do Grupo de Investigação de Homicídios (GIH) de Valparaíso. 

Agora preso, o homem está à disposição da Justiça e pode responder pelos crimes de maus-tratos de animal doméstico, praticado em continuidade, e ameaça. Segundo as investigações, ele teria maltratado inúmeras vezes o animal.

Testemunhas, uma funcionária da fazenda e um vizinho, que foram ameaçados de mortes, contaram que os maus-tratos ocorriam, principalmente, durante a noite, quando todos estavam dormindo. Em virtude das agressões, o animal foi encontrado pelo dono quase morto, apresentando hemorragia interna e sangramento, aparentando ter sofrido abuso sexual. A cadela foi levada para uma clínica veterinária de Brasília, onde ficou internada por dias.

No boletim policial consta que o investigado arremessava a cadela contra arames e a espancava com pedaço de madeira. Diante dos relatos, o tutor do animal demitiu o caseiro e também  passou a sofrer ameaças. 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.