Cantor gospel que se apresentou em terreiro diz que há muito preconceito nas igrejas

Segundo ele, algumas pessoas pensam ainda que Deus é uma exclusividade delas

O cantor gospel Kleber Lucas se apresentou recentemente em um terreiro de Candomblé que havia sido incendiado e foi reconstruído com a ajuda de uma igreja evangélica. Em entrevista ao Curta Mais, Kleber disse que sua “decisão se baseou na causa”.

“Um espaço considerado sagrado para um segmento foi violado pela violência, fruto da intolerância religiosa”, disse.

Sobre o preconceito, ele diz que “há muito dentro das próprias igrejas”. “Infelizmente algumas pessoas ainda pensam que Deus é uma exclusividade delas, eu não acredito nisso. Eu acredito numa fé que comunica com outras confessionalidades. Eu prego isso, eu vivo isso, eu estou pela justiça”, finalizou.

Ele afirmou que esperava uma reação de hostilidade por parte dos evangélicos. “Eu esperava uma reação de hostilidade sim. Existem muitas pessoas para as quais a fé é um instrumento belicoso. Gente que não consegue conviver com quem pensa diferente delas”, declarou.

Apesar das críticas, ele afirmou que tem recebido muito apoio. “Domingo, quando eu cheguei no culto da Soul, a igreja toda ficou de pé, aplaudiu e disse que eu não fui lá sozinho, que estão todos comigo”, finalizou.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.